Jordão, com certeza, está iludido. Se não ele, alguém está. Acredite!

Ao mesmo tempo em que eu recebia as informações acerca do encontro de Cláudio Rosa com o senador Pedro Simon (leia nota mais abaixo), chegava à minha caixa de e-mails mensagens de Antonio Carlos Jordão, o Caio, presidente do Conselho Regional de Desenvolvimento e um dos cinco pré-candidatos à Assembléia Legislativa pelo PMDB do Centro do Estado.
      Caio Jordão que, como você já pôde acompanhar aqui, dias atrás, defende com unhas e dentes um único candidato da região. No e-mail, ele comenta, otimista, os resultados do encontro peemedebista de Dilermando de Aguiar, acontecido ontem.
      Leia você o e-mail desse histórico peemedebista (que, penso eu, aqui bem modestamente, está sendo apenas cozinhado por seus companheiros); depois releia a nota anterior, e tire suas próprias conclusões.
     
      Caro Claudemir:
     
      Considero que a reunião do PMDB da região centro, realizada em Dilermando de Aguiar, ontem, dia 15, foi muito importante, visto que pelo pronunciamento dos cinco “pré-candidatos” presentes (Giacomini, Caio, Cláudio, Tubias e também o ex-prefeito de São Pedro, Walmir), praticamente todos manifestaram a mesma idéia que eu já havia colocado para ti (em e-mail publicado no início da semana passada)e que reiterei no encontro; ou seja, a necessidade de ser construída uma unidade regional, um único candidato pela região central. Penso que esteja havendo o início de um processo de amadurecimento do Partido na região.
      Coloquei ao Presidente da Coordenadoria da região centro, Enio Burtet, que ele, juntamente com os outros dois Presidentes das outras duas coordenadorias regionais da região central – Tito Beccon, da região do Vale do Jaguari, e Dudu Rosa da região da Quarta Colônia –, deveriam assumir a responsabilidade de conduzir o processo.
      O Presidente Enio falou que irá fazer um contato com os outros dois Presidentes, para que eles num primeiro momento façam uma reunião interna da sua coordenadoria (como foi feita em Dilermando)e, após, uma reunião conjunta com as três coordenadorias para ser debatido o assunto.
      Acredito que a reunião serviu e muito para que algumas pessoas possam refletir melhor a questão e o assunto comece a ser discutido em âmbito regional.
      Um abraço,
      Caio Jordão

     
      COMENTÁRIO ADICIONAL MEU: Diante de tudo o que já me foi dito, das disputas entre Tubias Calil e Cláudio Rosa; da manifestação de Pedro Simon garantindo o apoio do Diretório Estadual a Rosa, que preside o partido em Santa Maria; da disposição já manifestada de Luiz Celso Giacomini em concorrer; e de pelo menos uma meia dúzia de manifestações segundo as quais, ao contrário do que diz Caio, o partido pode ter até duas candidaturas por Santa Maria; custa crer ao jornalista que acompanha a política local há mais de duas décadas, que seja de fato possível uma composição.
      E mesmo o esforço dedicado de Caio Jordão e de seus outros companheiros da região, dificilmente (para não dizer nunca) haverá qualquer tipo de acordo. E, por consequência, só muito improvavelmente o partido conseguirá eleger alguém do Centro do Estado. A menos que tenha um esquema que avance por outras regiões. A pergunta é óbvia: um ou alguns desses nomes todos têm esse cacife?
      É bom que tenham. Do contrário, a derrota de todos eles será inevitável. Só deles? Ou também da comunidade regional, que tem chance de eleger no mínimo quatro parlamentares (de partidos diferentes) e terá essa possibilidade reduzida?



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *