Arquivo

Observatório: O “Ori” vive. Um pouco triste, mas vive

Pessoalmente ou por e-mail, Observatório tem recebido insistentes pedidos acerca do destino do Orinete (Ori, para os íntimos), o relógio que o colunista adquiriu, em 4 de fevereiro de 2004, no SCBC (*), o maior shopping center a céu aberto do sul do mundo. Depois da viagem à Alemanha, em abril, em que sobreviveu, altaneiro (depois do “marcapasso” que colocou aos dois meses de vida, ano passado), ao relativo frio europeu, estava muito feliz. Acreditava, inclusive, que teria (como terá) vida longa. Mas não esperava a rasteira que recebeu dos humanos. Sim, porque ele é sensível.
      Não imaginava o Ori que o seu tão amado SCBC pudesse sucumbir ante a fúria dos que, afinal, querem um centro para todos. Essa coisa tão indigna chamada “cidade bonita”. E ele está irremediavelmente triste porque, para “visitar” seus amigos terá que mudar de endereço. Ir, quem sabe (está demorando tanto que ele chega a ter esperança), ao Cine Independência. Mas, fique tranqüilo, caro leitor que gosta do Ori tanto quanto este colunista. Ele achará o caminho. E vai gostar. Ainda não sabe, mas vai gostar.
      (*) Shopping Center Boca do Calçadão

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo