Arquivo

Trabalho diplomático de Paulo Ceccim

O secretário de Eventos e Turismo, Paulo Roberto Ceccim, esteve hoje à tarde, no Legislativo. Conversou com integrantes da Comissão de Constituição e Justiça, que analisa o projeto que permite a aquisição do prédio do Cine Independência, o local escolhido pelo Executivo para sediar o “shopping popular”.
     A presença do integrante da administração, que, aliás, foi desacompanhado de qualquer assessoria, o que é bastante raro em se tratando de Governo Municipal, atraiu vários outros parlamentares, que também participaram do encontro.
      O congestionamento de edis para ouvir o secretário provocou, inclusive, a mudança de local. A reunião foi realizada no Gabinete da Presidência, e não na Sala das Comissões. E mais: o colóquio, iniciado por volta das 14h, se estendeu o suficiente para atrasar para além do habitual o início da sessão plenária – o que só ocorreu hora e meia depois.
      Mas… o que disse o secretário, que interessou tanto aos vereadores? O óbvio, segundo pude apurar com alguns dos participantes da conversação. Ceccim, diplomaticamente, ouviu muito mais que falou. Mas detalhou a forma como foi negociada a aquisição do prédio, junto aos proprietários, originários de Bagé, além de ter reafirmado o fato de ser, o Independência, bastante apropriado para abrigar todos os camelôs, ambulantes e artesão devidamente licenciados.
      Reconheceu a escassez de informações, mas explicou que isso se deveu à necessidade de mercado (a interpretação livre é do jornalista)e falou que foi várias vezes à cidade da fronteira para tratar do assunto.
      Ao final, pelo que pude perceber, conquistou o respeito dos parlamentares de oposição. O que é meio caminho andado para uma tramitação tranqüila do projeto – mesmo que ajustes formais precisem ser feitos. A diplomacia foi a arma. Aparentemente, deu resultado.
      E, pelo menos hoje, a reunião trouxe dois resultados adicionais, para a sessão ordinária acontecida logo em seguida. Primeiro, o ambiente ficou mais tranqüilo (leia nota abaixo). E, segundo, não houve, ufa, jogadas para a arquibancada, apenas – o que tem sido a norma das últimas sessões do Legislativo.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo