Arquivo

Coluna Observatório: “Fort, o insaciável”

O vereador Luiz Carlos Ávila da Silva, o Fort, tem 32 anos. É militante petista de longa data. Foi candidato à Câmara em 2000, quando fez mais de 1,2 mil votos, com fortíssima concentração na Zona Norte. O que o credenciou, inclusive, a dirigir o Posto de Saúde da Vila Kennedy. Fez bom trabalho, ao que consta. Suficiente, pelo menos, para estourar no pleito do ano passado, com seus 4.083 votos, o campeão entre os petistas eleitos.
      Até aí, tudo bem. Só que Fort, que é presidente provisório do PT, quer transformar-se em permanente. E demonstra a pretensão objetiva de ocupar todos os espaços possíveis. Estuda a possibilidade de concorrer em faixa própria à Presidência, em setembro – foi derrotado na sua (por enquanto) corrente interna, a Ação Democrática, por Fernando Menezes – e, no dia-a-dia da administração, busca participar de todas as comissões, grupos de trabalho, churrascos, carreteiros, roda de canastra, o que for. Como afirmou ao jornalista um ocupante de importante cadeira no Centro Administrativo, o “homem é insaciável”.
      Pois é. Mas essa “fome” do pequeno-gigante já petista começa a incomodar uns e outros. No que vai dar? Sabe-se lá!

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo