Pozzobom ausente da votação do projeto de parceria entre Prefeitura e Cacism

O vereador Jorge Pozzobom, do PSDB, montou o maior forrobodó, tentou embolar o meio de campo na votação do projeto de parceria entre Prefeitura e Cacism para a construção do Centro de Eventos e a criação do Parque Municipal e, na hora “h” estará ausente.
É isso. A “Ordem do Dia” da sessão de amanhã, terça-feira, da Câmara de Vereadores, divulgada na tarde desta segunda-feira pela Diretoria Legislativa da Casa, prevê a votação de exatamente o seguinte, no seu item 4: “Requerimento do Ver. Jorge Pozzobom, solicitando que sua ausência a esta Sessão seja justificada, uma vez que neste momento, encontra-se cumprindo agenda no Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (IPPUC)”.
O que isso objetivamente significa? Simples: o bravo edil tucano estará ausente da votação mais importante do ano, até aqui. A explicação para a ausência existe, mas, vamos combinar, é também bastante conveniente ao parlamentar. Ele sempre poderá dizer que foi contra, de um lado. E desconversar pelo outro – na medida em que, na verdade, tem feito um confuso discurso a favor, mas nem tanto, etc, etc, etc.
Mais que isso: Pozzobom estará fora da sessão em que será votado recurso contra a sua (dele) própria emenda ao projeto de lei – e que muda completamente a idéia de parceria. Não pega bem, definitivamente, não pega bem. Ainda que, para ser justo, é preciso que se diga que a explicação do parlamentar é plausível. Em todo caso, este jornalista acredita que o projeto será aprovado por razoável maioria. 9 x 3, no mínimo. O 10º voto favorável seria da presidente da Câmara, Anita Costa Beber – que, porém, só se manifestaria em caso de empate. E o voto contra número quatro seria de Pozzobom. Seria? Nunca se saberá.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *