Arquivo

Análise. Para vencer Lula, Alckmin depende mais da sorte que da matemática, diz comentarista

Os analistas se debruçam sobre os últimos números de pesquisas eleitorais. A mais recente, do Datafolha, com levantamento feito na sexta-feira, aponta um quadro de estabilidade (dentro da margem de erro), com o candidato à reeleição, Luiz Inácio Lula da Silva, com 8% além da soma dos votos de todos os demais concorrentes. Com isso, o pleito se decidiria no primeiro turno. Se bem que a pesquisa do Ibope, que o jornal O Estado de São Paulo está publicando (leia a primeira nota desta página, nesta madrugada) mostra uma situação bastante diferente).

Os tucanos, cujo candidato, Geraldo Alckmin, é o segundo colocado, estão mais esperançosos do que nunca em provocar a rodada final. Apostam tudo no “escândalo do dossiê”, como elemento capaz de reverter o quadro atual. No entanto, a cada dia que passa, a situação parece mais consolidada – ainda que o levantamento do Ibope possa sugerir outra definição. Afinal, o forrobodó envolvendo os petistas na compra do tal dossiê já completou uma semana e nada de mudança expressiva. E falta só mais uma semana para o eleitorado ir às urnas.

Talvez seja por isso, por exemplo, que o experimentado comentarista político Etevaldo Dias, do portal IG, acreditar que não devam estar exatamente nos números as esperanças de Alckmin. Confira o que ele disse e escreveu neste sábado, em sua página:

”Alckmin agora depende de sorte, muita sorte

O dr. Geraldo Alckmin está participando hoje de uma carreata em Belo Horizonte. Evento organizado pela campanha dó virtualmente eleito Aécio Neves para dar uma força a candidatura de Alckmin em Minas Gerais, estado que se tornou crucial para levar as eleições para segundo turno. Minas é o tudo ou nada dos tucanos.

Lula está com 18 pontos acima da soma de todos adversários em Minas. Aécio precisa não apenas ajudar, mas carregar Alckmin às costas.

Nestes próximos sete dias o dr.Geraldo, segundo números do IBOPE e do Data Folha, terá que subir dez pontos para provocar o segundo turno. Um pouco mais de um ponto por dia. Os números da Vox Pópuli são piores ainda para a oposição, Lula tem diferença de quase vinte pontos sobre todos seus adversários.

Pode parecer muita coisa para uma virada. Mas os tucanos estão otimistas como nunca estiveram ao longo da campanha. O PSDB/PFL, finalmente, resolveram mobilizar todas suas forças em favor do candidato, depois de uma campanha presidencial fraca, estacionada na faixa de 20 a 24 pontos. pontos.

Saulo Queirós, secretário executivo do PFL, bom analista de pesquisas, acredita que o segundo turno está garantido. Ele usa de complicada aritimética para mostrar que a abstenção de votos do nordeste, somados ao desgaste de Lula junto a classe média, provocado pelo “dossiêgate”, juntará os pontos necessários para reduzir o favoritismo de Lula.

Nos próximos dias, caro leitor, você verá diariamente imprecisas previsões. Teremos ou não teremos segundo turno?

Hoje, o que se tem, de fato, é o favoritismo de Lula que sequer o “dossêegate” chegou a abalar. Agora as chances de Geraldo Alckmin estão depositadas mais na sorte, do que na matemática. votos.

Sorte se chover no nordeste, sólida base eleitoral de Lula, e a abstenção for alta. Sorte se não chover em São Paulo, base do PSDB, e o índice de abstenção for baixo. Sorte se…


SE DESEJAR ler a íntegra do texto, pode fazê-lo acessando o blog do jornalista Etevaldo Dias na internet, no endereço http://blogdoet.blig.ig.com.br/.

ATENÇÃO


1) Tua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo