Observatório. A seção “Não custa lembrar”

Lei foi aprovada para resolver o problema. Hehehe!

Em 20 de outubro de 2001:

“* Cláudia Xavier, uma usuária das agências bancárias de Santa Maria, reclama, com razão, das filas desorganizadas.
* Parte da culpa, diz ela, é dos próprios bancos – que deveriam bancar campanhas de conscientização dos clientes. E a outra parte é dos próprios usuários, que não se guiam pelos sinais, invariavelmente pintados no chão.”

Hoje:

Passaram exatos cinco anos mais um dia da publicação das notas ao lado. Desde então, uma lei de Vilmar Galvão, depois modificada por outra, de João Carlos Maciel, foi aprovada tentando limitar o tempo de permanência dos clientes nas filas dos bancos.
É verdade que multas são imputadas (e pagas???) mas tudo continua na mesma. Um desrespeito total.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *