Arquivo

Coluna Observatório. “Quem, cara pálida”

A coluna reproduz texto divulgado quarta-feira, pela assessoria de imprensa da Câmara, acerca de manifestação do vereador (e ex-candidato a deputado estadual) Cláudio Rosa:

“Fez referência à reportagem do jornal A Razão sobre a prestação de contas de candidatos na última eleição. Disse que conhece o custo para fazer campanha e sabe que alguns candidatos declararam à justiça valor inferior ao que foi gasto. Disse que vai denunciar ao Ministério Público porque teve candidato em Santa Maria que fez caixa dois. “Quero explicações. De que maneira foram pagos carro de som, funcionários e material de campanha”, destacou. Disse que algumas prestações de contas são imorais e vergonhosas. “Vou até as ultimas conseqüências, buscando explicações”, afirmou. Disse que a Justiça Eleitoral deve rastrear o que foi gasto pelos candidatos na campanha eleitoral.”

Geeeente!!!! Mas quem, nesses tempos de tanta cobrança por moral e ética, teria cometido o crime? A quem Cláudio Rosa estaria se referindo? Se o colunista tivesse sido candidato, e foram cerca de 20, proporia um abaixo-assinado exigindo a nomeação do (a) acusado (a). Afinal, a generalização, parafraseando Alda Olivier, pode dar a entender que todos “são farinha do mesmo saco”. São?

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo