Arquivo

Eleições 2008. Petistas santa-marienses vão em busca de uma “Frente Popular e Trabalhista”

Pode parecer incrível, dado o histórico do Partido dos Trabalhadores. Menos em Santa Maria, é verdade, que já forjou uma aliança, em 1996, com o PDT (mas, à época, houve condicionamento de nomes para concorrer), para a Prefeitura. Em todo caso, num incrível caso de consenso, o Diretório do partido, na cidade, aprovou ontem à noite as negociações conduzidas para ampliar o leque de prefeitos que participam da administração municipal. E, mais que isso, aprovou a idéia de transformar esse apoio agora em uma aliança para o pleito de 2008.

O mais interessante de tudo é que, a parte o fato de haver um privilégio para acordo com o PDT (já fechado) e com o PTB (a caminho), não há restrições ideológicas para aumentar esse leque. Aliás, a palavra ideologia, ao que sei, sequer foi citada. Ou, pelo menos, não é – na resolução aprovada ontem e que, distribuída pela assessoria do partido, passo a reproduzir:

“1 – O Diretório Municipal do Partido dos Trabalhadores apóia as iniciativas adotadas pelo Prefeito Municipal no sentido de reforçar ainda mais os laços de parceria e compromisso político com os partidos da Frente Popular, PSB e PC do B. Entende também como necessárias e adequadas as gestões que buscam uma aproximação com o PDT, PTB e outros partidos que compreendam a necessidade de unidade neste momento, para que o Brasil possa avançar.
A constituição de um Fórum Popular e Trabalhista, para trabalhar na afirmação do Governo do Presidente Lula e da Administração Popular de Santa Maria é um passo decisivo para a implantação de nossos objetivos atuais e futuros.

2 – Nesse momento de reorganização do partido na cidade, frente aos desafios do próximo período, é fundamental que a direção partidária promova as iniciativas adequadas para que este processo não se constitua em um “acordo de direções”, e efetivamente envolva os filiados e simpatizantes das legendas. Mais do que nunca, torna-se prioritária a retomada, com energia, da capacidade militante da Frente Popular e Trabalhista.

3 – Ao mesmo tempo em que realizaremos os debates do cronograma do Congresso Partidário, é preciso que o Partido na cidade reflita sobre sua atuação no Município: uma maior integração com os mandatos parlamentares e principalmente um balanço sobre nossa participação, enquanto Partido, na experiência da Administração Popular. Não menos importante são as tarefas que envolvem nossos militantes que atuam nos movimentos sociais. É imperioso a busca da unidade partidária, com ações concretas no dia-a-dia. A própria relação com nossos aliados no cotidiano será um teste de nossa capacidade de trabalho conjunto.
A executiva apresentará um calendário de reuniões públicas e de encontros partidários para auxiliar nas tarefas de Administração da Cidade e contribuir com eventuais sugestões de mudanças na gestão pública e democrática do Município.”


EM TEMPO: voltarei ao tema, com certeza, e dele tratarei aqui, provavelmente em matéria a ser postada durante a madrugada ou no início da manhã de amanhã. E também será assunto para a coluna Observatório, que publicarei no sábado em A Razão e reproduzerei aqui na manhã do mesmo dia.

EM TEMPO 2: na reunião de ontem, além da discussão sobre a política de alianças, os petistas também confirmaram a saída do cargo, por razões de saúde, do presidente Jarcedi Terra. No lugar dele assume Raul Villaverde. Aliás, a Executiva terá novos integrantes, a serem informados depois de uma discussão interna entre as tendências do PT (sim, elas continuam existindo). E já está confirmado o nome do vice-presidente: Alexandre Bento.

EM TEMPO 3: Apenas um dos nomes mais conhecidos do petismo em Santa Maria esteve ausente do encontro de ontem: o vereador Luiz Carlos Fort. Mmmmmmm….

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo