Arquivo

De volta. Caio Jordão retoma artigos. E fala da presença da Metade Sul no Palácio do Planalto

”O presidente Lula destacou que para superar as desigualdades regionais é preciso, sobretudo, que cada governante dê prioridade ao desenvolvimento regional e pense no país como um todo e de forma local. “Nas caravanas (da cidadania) descobri que não era possível o Brasil dar certo se ele não fosse pensado a partir das microrregiões e das macrorregiões, levando em conta as necessidades e as particularidades de cada região. O Brasil tem de ser pensado globalmente, mas antes de ser pensado globalmente tem de ser pensado localmente. Só a partir daí é possível fazer a justiça que há muito tempo deveria ter sido feita”, disse.

De minha parte, como Presidente da Mesorregião Metade Sul, considero um dos fatos mais importantes da história das Mesorregiões e a partir de agora cabe ao Fórum fazer valer esta condição. Daí a importância do engajamento de todos os segmentos da sociedade, discutindo e avaliando juntamente com o Governo do Estado quais os programas e projetos que devam ser priorizados para a Metade Sul. A proposta do Palácio do Planalto é de investir aproximadamente R$ 11 bilhões em 13 mesorregiões economicamente deprimidas do Brasil, porem ainda deverá passar por apreciação do Congresso Nacional.”

 

Os parágrafos acima fazem parte do artigo “Metade Sul no Planalto”, escrito por Antonio Carlos (Caio) Jordão, presidente do Conselho Regional de Desenvolvimento, e também do Fórum de Desenvolvimento Integrado e Sustentável da Mesorregião Metade Sul do Rio Grande do Sul, e colaborador semanal deste site. Ele foi postado nesta segunda-feira. Basta ir à caixa de “Artigos”, ao lado, para lê-lo na íntegra. Boa leitura!

 

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo