Arquivo

Uma coisa é… Trio de delegados da PF é afastado. Mas a mídia grandona misturou tudo

A história é mais ou menos a seguinte: por determinação da ministra (e não juíza, como equivocadamente já andei escrevendo por aqui) do Superior Tribunal de Justiça, Eliana Calmon, foram afastados dos cargos por 60 dias três delegados da Polícia Federal.

 

E não são, atenção, quaisquer policiais. Um deles, Zulmar Pimentel, é simplesmente o número 2 da organização, somente superado pelo Diretor Geral, Paulo Lacerda. Os outros dois atuam em postos chaves na gloriosa Bahia. Um, César Nunes, é superintendente da PF naquele Estado. Função exatamente igual a exercida, no Rio Grande do Sul, por José Francisco Mallmann, antes de aceitar a secretaria de Segurança do governo de Yeda Crusius. O outro é, como Mallmann, licenciado para ser o secretário do mesmo setor, no governo petista de Jaques Wagner. Seu nome: Paulo Bezerra.

 

Agora, por que os casos são distintos? Simples, Pimentel tria avisado que um colega, João Batista Paiva Santana, estava sendo investigado pela Polícia Federal, na tal operação Octopus (anterior à Navalha). O que, se confirmado, é grave. Mas não é a mesma situação (mais complicada) que a dos outros dois, Bezerra e Nunes. Estes teriam recebido algum tipo de propina de Zuleido Veras e sua querida empreiteira Gautama. Portanto, do trio, só dois estão sendo investigados por conta da “Navalha”.

Então, pergunta-se: por que a mídia grandona colocou os três no mesmo saco de batatas (graúdas) da operação que envolve a empreiteira e mais de meia centena de políticos e/ou lobistas e/ou servidores públicos em geral? Bem, essa resposta eu não sei. E, pior, tenho até medo dela. Inclusive porque, cá entre nós, é mais qu claro que uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa. Ou não?

EM TEMPO: aqui, embora a opinião dada parágrafos atrás, não se está discutindo se uma ou outra circunstância é mais ou menos danosa. Apenas que são diferentes. E beeeem diferentes.

 

SUGESTÕES DE LEITURAclique aqui e leia o artigo “Ligações dos PFs afastados, a Octopus e a Navalha”, do jornalista Bob Fernandes, publicado no site Terra Magazine.

Leia também a reportagem “STJ afasta diretor da PF e mais dois delegados por vazamento e fraudes“, assinada por Andreza Mattais e Andréa Michael, da Folha de São Paulo.

 

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo