Arquivo

Desabafo. Ricardo Jobim escreve e reflete sobre a vaidade, “a maior inimiga de Santa Maria”

 “…A vaidade é a máscara dos fracos. Quem precisa sempre dominar uma conversa, é por que tem medo do que o outro possa dizer. É o refúgio consciente que cria uma voz interna de excesso de valorização, gerando intolerância.

 

É a usurpação dos próprios horizontes (um vaidoso que se acha o máximo não acha que precise ir mais longe, está satisfeito com aquilo que criou). É um limitador atroz, que nos arranca as capacidades de crescimento pessoal e profissional.

 

Acima de tudo, a vaidade é um ato de declaração de pequeneza. É pensar que está no centro do mundo, que se é mais importante, mais capaz, mais inteligente, mais poderoso e mais rico.

 

É a conduta que invade a auto-estima e nos incentiva a viver sonhos falsos. Nos guia às ilusões, e nos afasta da realidade…”

 

Os parágrafos acima são parte do artigo “A vaidade é a maior inimiga de Santa Maria”, do presidente da subsecção de Santa Maria da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) Ricardo Jobim, colaborador semanal deste site. Para ler a íntegra, basta ir ao lado, na caixa de Artigos. Ele foi postado nesta quinta-feira. Confira!

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo