Arquivo

Coluna Observatório. “Enquanto isso, para a Câmara de Vereadores, o que sobra é canelada”

Se a campanha para a prefeitura está lenta, e muito chata, como você leu na nota acima, não se pode dizer o mesmo no que toca à disputa pelas 14 vagas à Câmara. Aí também não há troco (toooodos dizem), mas a falta de ação agora significa a derrota certa. Então, o jeito é trabalhar, e tirar coelho da cartola – ou apelar para a poupança pessoal ou de terceiros.

 

Como consolidou-se a idéia de que 3 mil votos é a quantidade mínima para reivindicar a possibilidade de eleição, os 100 e poucos concorrentes perceberam a dificuldade e vão à luta. E o discurso de unidade em todas as alianças é apenas isso mesmo, conversa. Na hora da busca do voto, não tem faltado canelada. Inclusive em parceiros. É a verdadeira (e nem sempre idealista) luta pela sobrevivência.

 

 

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo