Arquivo

Pode dar cadeia. Se você prefere comprar, em vez de fazer trabalho acadêmico, tome cuidado!

Conheço uma professora que é craque em identificar plágio, quando lê um trabalho acadêmico. Vai no “santo” Google, digita uma frase “suspeita” e pronto: lá vem quase tudo o que se escreveu sobre o tema e fica fácil saber quem copiou, em vez de estudar e criar algo original.

 

Claro: embora minha amiga, não descobriu a pólvora. São muitos os que, diante do problema grave da desconfiança, tratam de investigar melhor. Não sei se a situação vai melhorar muito (afinal, a desonestidade está aí mesmo, em todos os campos de atividade), mas o fato é que um projeto que começa a tramitar no Congresso, piora bastante a situação dos copiadores. Inclusive o crime muda de nome, e as conseqüências também: a cadeia será o caminho. Confira mais detalhes, na reportagem de Adriana Resende, com foto de Gilberto Nascimento, ambos da Agência Câmara de Notícias. A seguir:

 

“Alteração de trabalhos acadêmicos poderá ser crime

 

O Projeto de Lei 3934/08, do deputado Vital do Rêgo Filho (PMDB-PB) (foto), define como crime a modificação do conteúdo de trabalhos acadêmicos de terceiros com fins lucrativos ou não. A proposta altera o Código Penal (Decreto-Lei 2.848/40), que hoje pune quem plagia ou viola o direito de autor, mas é omisso quanto a quem modifica trabalhos alheios.

Para quem cometer o crime, o texto prevê pena de reclusão, de um a três anos, e multa. Se for praticado com finalidade comercial ou lucrativa, a pena será acrescida de 1/3.

No caso de o infrator não ter antecedentes criminais e o trabalho não ser requisito para a conclusão do curso, o juiz poderá substituir a pena de reclusão pela de detenção, diminuí-la de 1/3 a 2/3 ou aplicar somente a multa. O ato de revisar ou corrigir ortograficamente o trabalho não constitui crime.

Empresas especializadas
Vital do Rêgo Filho observa que o número de anúncios e ofertas de produção desses trabalhos tem aumentado a cada dia. Ele destaca, inclusive, a…”

 

SUGESTÃO DE LEITURA – confira aqui a íntegra da reportagem “Alteração de trabalhos acadêmicos poderá ser crime”, de Adriana Resende, da Agência Câmara de Notícias.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo