COMO FUNCIONA, ENTÃO? Schirmer e Aguirre “não tem conversado nos últimos dias”

Não, não. Não é fofoca claudemiriana – como alguns aspones da Prefeitura Municipal se apressarão a dizer, sem ler o noticiário acerca da última sessão plenária da Câmara de Vereadores. Se é mentira, quem a disse foi o líder do governo no legislativo, o peemedebista Cláudio Rosa. Isso mesmo. Está lá, textualmente: o secretário de Educação, Pedro Aguirre, estaria defendendo a suspensão das atividades da Escola Municipal de Artes Eduardo Trevisan (EMAET) porque “não tem conversado com o prefeito nos últimos dias”.

COMO FUNCIONA, ENTÃO? Schirmer e Aguirre “não tem conversado nos últimos dias” - claudio-rosa1

Cláudio Rosa: “o secretário não tem conversado com o prefeito nos últimos dias”

E aí, cabe a pergunta deste título: o prefeito nãããão conversa com o secretário de Educação? E com os outros secretários, vejo-me obrigado a conjecturar, o prefeito fala? E, se fala, também ouve ou apenas dá a própria opinião e pronto? Bem, essas deduções, cá entre nós, valem, a partir do que disse o próprio líder governista no parlamento.

Para entender melhor, talvez seja o caso de explicar que tudo começou porque o vereador Werner Rempel se manifestou sobre a possível desativação da EMAET, atitude defendida pelo secretário. E aí veio a resposta do líder do governo, Cláudio Rosa. Para conferir, dê uma lida no material distribuído pela assessoria de imprensa da Câmara, com a manifestação dos edis. A foto (de arquivo) é de Daiane Köhler. A seguir:

“…Werner Rempel (Independente) – O vereador Werner Rempel manifestou sua preocupação com a possível desativação da Escola Municipal de Artes Eduardo Trivisan, que estaria sendo defendida pelo secretário de Educação, Pedro Aguirre. Segundo o líder da oposição na Câmara, ao contrário de desativar, o município deveria ampliar a sua área de abrangência. Segundo Werner, a escola de artes se constitui num importante instrumento que o município oferece para as pessoas desenvolverem as suas potencialidades artísticas…

Cláudio Rosa (PMDB) – Líder do governo na Casa, o peemedebista Cláudio Rosa foi à tribuna para, segundo anunciou, abordar dois assuntos: a questão da Escola de Artes Eduardo Trevisan e o projeto do Executivo que deverá ser apresentado à Câmara nos próximos dias criando uma política municipal de incentivo às micro e pequenas empresas. Quanto a Emaet, se os dois secretários, Pedro Aguirre, da Educação, e Titi Roth, da Cultura, lidam com a possibilidade de fechamento da escola “o prefeito tem um pensamento completamente diferente”. Da mesma foram, como defende o líder da oposição, Werner Rempel, o prefeito pensa, segundo o líder do governo, “em ampliar a abrangência da escola”. Se de fato o professor Pedro Aguirre estaria defendendo a suspensão das atividades da Emaet “isto pode estar ocorrendo porque o secretário não tem conversado com o prefeito nos últimos dias”. Cláudio Rosa, no entanto, comprometeu-se em falar com o professor Pedro Aguirre para anunciar ao titular da  pasta da Educação o que o prefeito Cezar Schirmer pensa sobre o assunto….”

PARA LER A ÍNTEGRA DA COBERTURA DA SESSÃO DA CÂMARA, CLIQUE AQUI.

SUGESTÃO ADICIONAL – confira aqui, se desejar, também outras reportagens produzidas e distribuídas pela assessoria de imprensa da Câmara de Vereadores.



4 comentários

  1. Márcio Dutra

    É prefeito que não fala com secretário, é vereador servindo como “guri de recado” do prefeito…, estamos bem arranjados, mesmo! Cuidado com o castelo de cartas, senhores.

  2. JOÃO ROCHA

    Lembram-se da quela musiquinha de campanha“A CREDITE NA UNIÃO É ISTO QUE O POVO QUER blá, blá, blá, blá´´.
    pois é o prédio mais importante da Venâncio aires é uma verdadeira torre de babel, ninguém fala a mesma lingua, aliás querem resolver este impasse falem com o GURU ele é o cara neste governo.

  3. tiago fernandes

    este governo não passa de uma fábula, já disse isso várias vezes, sem mocinhos, sem roteiro sem nada!
    não passou de uma simples promessa de campanha, algo forjado na alienação do eleitor , principal culpado por ter colocado no poder algo tão insignificante como esta gestão.
    preocupam-se apenas em lotar a máquina pública, fazer concursos obscuros e orquestrar campanhas.
    nosso estimado, ativo e inteligente prefeito perde-se na ganância e se vislumbra com o pedestal de um status temporário que ocupa.
    o seu ego é tão grande que nem passeando nas alturas com os balões que trouxe fica difícil de perceber a sua verdadeira intenção pela cidade.
    concretizou a luxúria, soberba, e a gula por algo que não conseguem manter, o fim de um ciclo e o início da estrada para o caos!

  4. Carlos Maia

    Enquanto isso o Vereador Claudio Rosa serve de “guri de recados”, será que está com medo que o Tubias retorne a Camara e volte para a suplencia? É lamentável ver nossos parlamentares se rebaixarem a tanto mesquinharias por medo de perderem o seu salário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *