Eleições 2010Estado

PMDB EM CHAMAS. Racha no comando reflete, também, na escolha do candidato do partido ao Piratini

Rigotto quer definir tudo até o fim do ano. Já...
Rigotto quer definir tudo até o fim do ano. Já...

Escrevi a respeito da brigalhada no comando do PMDB, e inclusive a participação do santa-mariense Cezar Schirmer no episódio, na coluna Observatório, que publico no jornal A Razão e reproduzo AQUI. Mas me ative, reconheço, apenas à questão diretiva, e ao forrobodó que tem como protagonistas principais, de um lado, o veterano senador Pedro Simon (que tem o apoio de Schirmer), e de outro o deputado federal Eliseu Padilha. Não me referi a um fato subjacente, mas não menos importante: a escolha do candidato peemedebista ao Palácio Piratini.

De todo modo, a definição do nome, que está entre o ex-governador Germano Rigotto e o prefeito de Porto Alegre, José Fogaça, também (ou principalmente?) está na roda neste momento. Quem tratou disso, com o texto brilhante de sempre, foi o repórter Moises Mendes, na edição deste domingo do jornal Zero Hora. Vale a pena ler. As fotos são de Antonio Cruz, do arquivo da Agência Brasil. A seguir:

... Fogaça gostaria de esperar até abril
... Fogaça gostaria de esperar até abril

 “Duelo silencioso no PMDB

 A antecipação da candidatura de Tarso Genro (PT) para o governo do Estado estimulou o grupo ligado ao ex-governador Germano Rigotto a pressionar a cúpula do PMDB pela definição do candidato do partido à corrida pelo Piratini ainda este ano, contrariando estratégia elaborada pelos aliados do prefeito de Porto Alegre, José Fogaça.É silencioso para o público externo, mas barulhento e tenso para os que estão dentro da disputa, o processo de escolha do candidato do PMDB ao governo do Estado em 2010.

O tempo conspira contra um dos pretendentes e favorece o outro.O ex-governador Germano Rigotto tenta acelerar a escolha e pôr em xeque a tática do prefeito de Porto Alegre, José Fogaça, de adiar a definição para abril, quando teria de renunciar ao cargo para concorrer. O relógio do partido, que o líder Pedro Simon tenta regular, é o personagem do confronto. Rigotto está sem mandato, pode se lançar como postulante ao Piratini a qualquer momento. Fogaça foi reeleito prefeito há apenas um ano..” 

PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo