INVEJA? CIÚME? Rogério Koff inconformado: Máucio jogou futebol. E não era ruim

“…Ele sorveu um gole de cerveja, olhou fixo para mim e disparou: “Eu já joguei futebol”. Assim mesmo, com aquela cara irônica. “Eu já joguei futebol”. Aí foi me contando que era ponta-esquerda (quando ainda existia esta função) apesar de ser destro. Jogou na categoria sub-17, passou pelo futebol amador. Era do Avaí Futebol Clube de Santa Maria. Jogou nos campos da Kennedy, do Aliado e do Cerro Azul. E blá blá blá. Fui ficando ali, ouvindo tudo aquilo, cada vez mais humilhado. O Máucio não podia fazer isto comigo. Não acho que eu seja melhor que ele, não é nada disso. Mas o Máucio é um intelectual como eu. Um INTELECTUAL. Não, ele não podia ter jogado bola. E ainda falou que era habilidoso. Falou na minha frente e da minha mulher. Com um certo ar de superioridade. Falou isso na frente de um “perna-de-pau”. Para pisotear…”

CLIQUE AQUI para ler a íntegra da crônica “Era só o que me faltava”, de Rogério Koff, colaborador semanal deste sítio. Koff é professor do Curso de  Jornalismo da UFSM e Doutor em Comunicação e Cultura pela UFRJ. O texto foi postado há instantes, na seção “Artigos”!



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *