CongressoEconomiaPolítica

PETRÓLEO. Enquanto Estados brigam, Câmara se apronta para votar regras do pré-sal

Temer quer colocar os projetos em votação na Câmara. Depois tem o Senado
Temer quer colocar os projetos em votação na Câmara. Depois tem o Senado

Estados produtores (Rio de Janeiro, por exemplo) ou não (Rio Grande do Sul é um deles), através de seus governadores e dos representantes no parlamento, se engalfinham em disputas pelo troco dos royalties provenientes do petróleo da camada do pré-sal. Claro, cada parte buscando o maior naco possível dos recursos futuros, que se prevêem bilionários. A única coisa que parece certa, até pela ampla maioria governista, é que a parte federal não se modificará, podendo haver pequenos ajustes, no máximo.

Independente desta decisão, o presidente da Câmara dos Deputados, o paulista Michel Temer (PMDB) parece decidido a cumprir o que foi acordado com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, quando este retirou o caráter de urgência dos projetos: votar tão rápido quanto possível. Aliás, a apreciação das propostas está na agenda desta semana, no parlamento, como conta reportagem distribuída pela Agência Câmara de Notícias. O texto é de Eduardo Piovesan, com foto de Luiz Cruvinel. A seguir:

Projetos do pré-sal são destaque da semana no Plenário

Os quatro projetos de lei que regulamentam a exploração do petróleo na camada do pré-sal são o destaque da pauta das sessões extraordinárias do Plenário. O presidente Michel Temer pautou os projetos para que sua discussão e votação comecem na terça-feira (10), em cumprimento ao acordo que fez com o Executivo para a retirada da urgência constitucional dessas matérias.

Dois dos projetos já foram aprovados pelas respectivas comissões especiais. O PL 5940/09 cria o Fundo Social com recursos da exploração do petróleo. De acordo com o substitutivo do relator Antonio Palocci (PT-SP), todos os recursos da União relativos a royalties e à participação especial por grande volume de produção dos blocos do pré-sal já licitados serão direcionados ao novo fundo.

O objetivo dessa reserva é fazer uma poupança de longo prazo para financiar projetos e programas de desenvolvimento social e regional nas áreas de educação, saúde pública, ciência e tecnologia, enfrentamento das mudanças climáticas e cultura.

Quarentena na Petro-Sal

O segundo projeto de lei já aprovado em comissão especial é o PL 5939/09, que cria a Petro-Sal para gerir os contratos de exploração e de comercialização do petróleo e do gás natural encontrados na camada pré-sal…”

PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI.

SUGESTÃO ADICIONAL – confira aqui, se desejar, também outras reportagens produzidas e distribuídas pela Agência Câmara de Notícias.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo