ECONOMIA SOLIDÁRIA. Feira e Fórum mundiais abrem amanhã. Quase 30 países presentes

ECONOMIA SOLIDÁRIA. Feira e Fórum mundiais abrem amanhã. Quase 30 países presentes - véspera.21.01.10

Terminal de Comercialização Dom Ivo, aos poucos, começa a ser ocupado. Amanhã, tudo pronto

É de Rio Grande a primeira delegação credenciada para o 1° Fórum Social e a 1ª Feira Mundial de Economia Solidária. Um grupo de 40 rio-grandinos chegou logo no início do processo de credenciamento, às 2 e meia da tarde de hoje. Mas isso foi só o aperitivo. Centenas de pessoas e instituições são aguardadas e parte delas já está com seu crachá.

De acordo com a organização – do projeto Esperança/Cooesperança – os eventos terão representações de quase 30 nações, a confirmar a grandeza do que espera Santa Maria durante três dias, a partir das 8 da manhã desta sexta. Mais detalhes do que aconteceu hoje e o que se prepara no Terminal de Comercialização Dom Ivo Lorscheister, você encontra no material distribuído pela assessoria de imprensa do Fórum e da Feira. Texto e foto são de Daiani Ferrari. Confira:

Vinte e oito países no Fórum, indicam dados parciais da organização

Às 14h30, foi aberto o credenciamento para as pessoas que já estavam no Centro de Referência de Economia Solidária Dom Ivo Lorscheiter e que vão participar do 1º Fórum Social e 1ª Feira Mundial de Economia Solidária. Regina Baldissera foi uma das primeiras a chegar, junto com um grupo de 40 pessoas de Rio Grande, que faz parte do projeto Incubadora Tecnológica de Cooperativas Populares (Intecoop), da Universidade Federal de Rio Grande. Conforme Regina, a crença na economia solidária é muito grande e supera obstáculos, como calor ou chuva.. “Nosso grupo vem em todas as feiras de Santa Maria. Nossa motivação é muito grande, porque Santa Maria, para nós, é uma referência, pelos espaços de formação, debates e integração. Isso nos mostra que em outras partes do mundo as pessoas pensam o mesmo que a gente pensa”, comentou a consultora do projeto Intecoop.

O grupo de Rio Grande irá ficar em alojamentos solidários, que estão espalhados entre o Cerrito, Seminário São José, Casa de Retiros, Caic Luizinho de Grandi, entre outros. Segundo dados parciais da organização dos eventos internacionais, estarão em Santa Maria 28 países, 27 estados brasileiros, mais de 380 municípios, aproximadamente 200 organizações, além de cerca de 650 empreendimentos e 400 jovens que fazem parte do Levante da Juventude e que ficarão alojados na Escola Irmão José Otão, ao lado do Centro de Referência, onde estão concentradas as atividades. “Por enquanto temos esses números, mas eles são parciais, esse número ainda vai aumentar. Costumo dizer que se metade da cidade de Santa Maria sair de casa e vier até aqui, já teremos 150 mil visitantes, a nossa expectativa de público para os eventos”, destacou a Irmã Lourdes Dill, coordenadora do Projeto Esperança/Cooesperança.

A tarde foi de montagem dos pavilhões, mesas e arrumações de produtos dos expositores. Já se encontravam no local delegações de Santa Catarina, Paraíba, Paraná, Acre, Rondônia, Mato Grosso, Minas Gerais, Espírito Santo, Ceará, Rio de Janeiro e São Paulo. A abertura oficial do 1º Fórum Social e 1ª Feira Mundial de Economia Solidária acontece na manhã desta sexta-feira, a partir das 10h, depois da Marcha da Paz Mundial e Justiça Social.”



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *