ColunaPrefeitura

COLUNA OBSERVATÓRIO. “José Farret ‘cozinha o galo’ até o último dia. E Schirmer decide tudo esta semana”

Vice decide só no fim do prazo. Mas já há nome do PP para a AL

Há razoáveis chances, para não dizer muito boas, de José Farret decidir-se por não concorrer à Assembléia Legislativa – como esta coluna antecipou há exatamente três semanas. No entanto, segundo se pode depreender das atitudes do secretário de Saúde, vai “cozinhar o galo” até o último instante; no caso, 3 de abril, o prazo final para a desincompatibilização.

Sem entrar no mérito da decisão de seu vice, o prefeito Cezar Schirmer, com quem o colunista conversou, deixou bastante claras algumas coisas em relação às mudanças no secretariado – inevitáveis em função do afastamento dos candidatos e, no caso de Cezar Busatto, da saída independetemente de concorrer ou não à Assembléia.

Do trololó com o comandante do Executivo, aí vai um resumo, que ao repórter parece bastante elucidativo – embora não tenha citado um nome sequer dos substitutos:

1) Somente nesta próxima semana (e a última, aliás) se debruçará sobre as mudanças.

2) Não há a mínima chance de nomeação de interinos. Isto é, os substitutos de Tubias Calil, Jorge Pozzobom, José Farret (se for o caso) e Cezar Busatto serão permanentes. Podem ficar até o último dia do governo. Ou nos dias seguintes à posse, se o desempenho não for bom.

3) Existe uma chance de modificação na secretaria de Relações Institucionais. Não se fala em extinção, mas em agregar mais funções.

4) Não há hipótese de as equipes de segundo escalão em todas as secretarias, mesmo que mantidas, servirem aos interesses eleitorais dos atuais titulares. Podem fazer campanha, mas não no cargo. Só fora do horário de expediente.

5) José Farret, se não for candidato, continuará normalmente na secretaria de Saúde.

6) A secretaria hoje ocupada por Busatto será menos de Inovação e Projetos Estratégicos e mais de Desenvolvimento Econômico. Tradução do colunista: o novo titular será alguém mais voltado ao mercado. Quem?  E,

7) O caso da Educação é diferente. Lá permanece, ainda como interina, a procuradora Anny Desconzi, que tem uma tarefa a cumprir e só sairá quando esta for cumprida. Se trata, aí, embora o prefeito não tenha dito com todas as letras, da organização da pasta. Ou, na palavra claudemiriana, intervenção.

Bem, isso é o que disse, sinteticamente, o prefeito. Agora, resta esperar.

EM TEMPO: enquanto o prefeito se volta, nesta semana, a resolver questões como as novas funções a ser contempladas pelas secretarias e os futuros titulares, e o vice José Farret “cozinha o galo”, o PP já pensa em alternativas de candidato para suprir uma eventual desistência do secretário de Saúde. Nesse caso, inclusive para tentar não dispersar a bancada na Câmara, surge como nome fortíssimo o da vereadora Sandra Rebelato. A conferir.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Um Comentário

  1. Farret concedeu uma entrevista ao Jornal a razão nesse fim de semana na qual revela uma fragilidade calculada, a meu ver esperando que tenha um retorno solidário daqueles que no julgamento dele lhe devem gratidão.
    Esse episódio relembra Janio Quadros quando renunciou e ficou aguardando retornar nos braços do povo, mais do que depressa Raineri Mazilli declarou vaga a presidencia da república, pois assim fará o PP que já cogita Sandra Rebelato e o mais curioso de tudo é que Farret em sua triste entrevista revela que ele um reconhecido “Prefeito carasco de seus vices ” recebe um bom tratamento de Shirmer seu antigo desafeto lá dos tempos de Manuel Ribas quando os dois brigaram feio pelo gremio estudantil, a história sempre cobra seu preço, ao que tudo indica Farret corre o risco de encerrar sua carreira com vice prefeito porque o povo não irá as ruas pedir para o secretário de saúde que administra mal a saúde de Santa maria que concorra a deputado estadual, como diz o ditado “Rei morto Rei posto”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo