Eleições 2010Partidos

PREVISÃO. Dirigente aposta em eleição de 12 governadores do PMDB. José Fogaça está na lista

É evidente ser possível prever as vitórias e derrotas de uma eleição. Se faz isso cotidianamente. É até possível acertar a maior parte dos resultados, sabendo-se da correlação de forças em cada província. Sempre levando em conta, claro, que o imponderável também acontece e está na “margem de erro” das previsões.

Torna-se mais complicado acreditar, no entanto, quando a antevisão do fato é realizada por alguém que se encontra dentro da história, sem o afastamento necessário. Não quer dizer que os acertos não ocorram. No entanto, sempre é bom relativizar, cá entre nós.

Exemplo concreto: dirigente da Fundação Ulisses Guimarães (não o presidente, o gaúcho Eliseu Padilha) aposta que o PMDB fará 12 dos 27 governadores. Pode? Claro que pode. Ah, ele aponta como um dessa dúzia o gaúcho José Fogaça – que participa de um dos pleitos mais competitivos do País. Atenção: o levantamento foi feito há um ano, o que torna ainda mais difícil (mas não impossível) uma avaliação.

Para saber mais, inclusive quais os Estados onde o peemedebismo, segundo seu dirigente, é mais forte, acompanhe a reportagem de Mário Coelho, Lucio Lambranho e Rudolfo Lago, publicada no sítio especializado Congresso em Foco. A seguir

PMDB prevê eleger governadores em 12 estados

À primeira vista, como apenas empresta o vice para a candidatura de Dilma Rousseff, do PT, o PMDB pode parecer um coadjuvante no pleito de outubro. Se as eleições, porém, foram avaliadas pelo ângulo das disputas regionais, o partido demonstra por que se tornou a maior agremiação política do país depois da redemocratização. Sem candidato próprio à Presidência há 12 anos, a aliança com o PT para tentar eleger Dilma Rousseff dará ao PMDB ainda mais poder político, após as eleições de 2010, principalmente nos estados. É o que prevê uma estimativa da Fundação Ulysses Guimarães (FUG), especializada em estudos políticos do PMDB. Pela projeção da fundação, o partido poderá eleger até 12 governadores, cinco a mais do que os sete eleitos nas eleições de 2006. A avaliação é referendada pelo presidente da FUG no Espírito Santo, Chico Donato, que esteve nas cinco regiões do país visitando os diretórios regionais do PMDB pelo projeto “Estradas e Bandeiras”.

Apelidado de “IBGE do PMDB”, o estudo realizado entre abril e maio de 2009, também dá como certa a manutenção das duas maiores bancadas no Congresso com integrantes do partido. Atualmente, o PMDB tem 18 senadores e 90 deputados.       

A conta de Donato nos governos estaduais leva em consideração um vice-governador no Amazonas, já que o partido indicou o ex-secretário de governo do Amazonas José Melo como vice na chapa do candidato a governador do estado, Omar Aziz (PMN). Aziz foi o vice-governador do peemedebista Eduardo Braga, ex-governador do estado, e candidato ao Senado junto com a deputada Vanessa Grazziotin (PCdoB). A chapa garante palanque para Dilma…”

PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI.

PARA SABER A SITUAÇÃO, ESTADO POR ESTADO, CLIQUE AQUI.

SIGA O SITÍO NO TWITTER

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Um Comentário

  1. Meu caro Jader faço minhas tuas palavras, mas em S.Maria o fazendeiro é o pmdb, tá chutando todo mundo e não quer como todo fazendeiro, Reforma Agraria.Tudo só para êle.

  2. A propósito, o PMDB é o “Gerson” da política. Só quer levar vantagem. Será que alguém duvida que se o Serra ganhar (hipótese que só acontecerá se a vaca tossir mas, como vaca não tosse…) o PMDB vai correr pra se aliar a ele? Já nem sei se o PMDB está mais pra “Gerson” ou se pra “china veia”. Talvez uma mescla dos dois. Uma china veia que só quer levar vantagem e se arrumar casando com um fazendeiro. E o fazendeiro da vez, agora é o PT. E, ao que tudo indica, continuará sendo por mais 4 anos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo