Meio AmbientePrefeitura

MALFEITO?! Licitação para coleta de lixo era para ser feita em seis meses. Era…

Anúncio solene, feito pelo prefeito, com assessores: não foi cumprido o prazo

Em 2 de fevereiro, com toda a solenidade que o assunto exigia, o prefeito Cezar Schirmer (acompanhado de seu secretário de Proteção Ambiental e da Procuradora) anunciava, ao mesmo tempo, o rompimento do contrato com a PRT, que prestava o serviço de coleta de lixo, e a assinatura de outro, emergencial, por seis meses, com a Revita, para realizar a mesma tarefa. Inclusive, como frisou o prefeito, com “economia mensal de R$ 15 mil”.

Este sítio, não uma mas várias vezes (a última não faz um mês) lembrava outra promessa literal feita naquela mesma data: “…Ao final do contrato – que pode se estender por até 180 dias – o Executivo municipal irá lançar edital de nova licitação para a contratação de empresa…”

Ouso perguntar: é impossível, meeeesmo, propor um estudo e elaborar um processo de licitação em apenas seis meses? Bem, com a palavra os entendidos. Quanto a mim, penso que a resposta é sim, é possível. E quem não consegue é porque… bem, competência não deve ser o caso, cá entre nós.

É, então a prefeitura não vai licitar o serviço agora, como prometeu em fevereiro? Aparentemente, não. É o que diz, inclusive, a reportagem de Lisiê Antonello, publicada neste final de semana, pelo Diário de Santa Maria. Acompanhe:

Novo contrato garantirá coleta de lixo

Para garantir que a população de Santa Maria não fique sem coleta de lixo, a prefeitura deverá fazer um novo contrato emergencial em 5 de agosto. É que o atual contrato, com a Revita, acaba no dia 4 e, conforme a legislação, não pode ser renovado.

A empresa que assumirá a partir de 5 de agosto deve fazer a coleta e destinação do lixo até que seja concluída a licitação que escolherá a prestadora de serviço definitiva. O processo está em andamento, mas não ficará pronto a tempo. Por isso, a prefeitura precisou buscar uma solução: um novo contrato emergencial.

A Secretaria de Proteção Ambiental vai fazer um levantamento das empresas que prestam o serviço no Estado e pedir que elas enviem orçamentos, a chamada carta-convite. Serão orçadas três empresas. A escolhida será a que apresentar menor valor. A vencedora terá de assumir a coleta tradicional, a conteinerizada, a seletiva e a destinação das 4,2 toneladas de resíduos produzidos por mês na cidade…”

PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI.

ÚMA ÚLTIMA PERGUNTA: seis meses não é tempo suficiente para “fazer um levantamento das empresas que prestam o serviço no Estado e pedir que elas enviem orçamentos…” Pelamordedeus, que incompetência. O Pedro (que tem oito anos) faz isso numa tarde. E olha que ele nem sabe o que o Google. Mas telefonar, consegue.

SIGA O SITÍO NO TWITTER

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo