CampanhaEleições 2010EstadoPesquisa

ESTADO. Ibope mostra crescimento de todos: Tarso, Fogaça e Yeda. Pode não ter 2° turno, mas…

Mas, para que o pleito termine ainda em 3 de outubro, o candidato petista precisa livrar vantagem maior, segundo pesquisa do Ibope, contratada pelo grupo RBS e divulgada agora à tarde. Tarso Genro (PT) teria intenção de voto próxima a liquidar a fatura. Mas está 1% abaixo da soma dos demais candidatos.

Como curiosidade, em relação ao levantamento anterior, do mesmo instituto, todos os candidatos protagonistas elevaram seu percentual, como você percebe na reportagem publicada na versão online de Zero Hora. A seguir:

Ibope: Tarso 44%, Fogaça 26% e Yeda 17%

Na mais recente pesquisa Ibope para o Piratini, os três principais candidatos aumentaram seus índices em relação ao levantamento anterior.
Tarso Genro (PT) tem 44% das intenções de voto, José Fogaça (PMDB), 26%, e Yeda Crusius (PSDB), 17%. Pedro Ruas (PSOL) e Julio Flores (PSTU) aparecem com 1%. Os demais candidatos não pontuaram.

Em relação à sondagem anterior, realizada de 31 de agosto a 2 de setembro, o petista e o peemedebista subiram três pontos percentuais e a tucana, quatro pontos.

Na sondagem espontânea – quando não é apresentado o disco com o nome dos candidatos – Tarso aparece com 34%, Fogaça tem 21% e Yeda Crusius, 13%. Neste cenário, o índice de indecisos diminuiu bastante, indo de 48% no levantamento anterior para os 26% na pesquisa atual…”

PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI.

SIGA O SITÍO NO TWITTER

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

7 Comentários

  1. pois é meus caros,,,concordo q nos dias atuais ninguem trabalhe sem retorno, mais q justo ,agora dizer q é só no governo do fogaça q trabalham por dinheiro ,,vai menti para sí própio,em todos os partidos existem os militantes de fé e os alugados,,,,,,,

  2. @José
    Sendo assim, acredito que a palavra “só” esteja sobrando no seu primeiro comentário. Ou então o empregado não precisa mais ser fiel ao empregador ( mesmo que seja momentâneo)? Foi nesse contexto que utilizei a expressão “índole”, mesmo sabendo que na sociedade esses valores não são seguidos por todos e que a lei de Gerson ainda vige.

  3. Amigos,
    Vai longe o tempo em a maioria dos militantes as ruas eram movidos somente pelo ideal, pelo amor, pela esperança. Me recordo da época em que um certo ParTido, que ainda não tinha dirigentes condenados pela prática do caixa 2, fazia finanças vendendo botons, camisetas, adesivos e bandeiras aos, filiados, simpatizantes e nem precisava ser período de eleição. Hoje, em muitos casos, nem de graça as pessoas querem “aquela” bandeira. Todos os candidatos, de todos os partidos, que tenham pretensão em se eleger tem que dispor de recursos e nada mais justo que as pessoas que estão nas ruas levando sua mensagem recebam, para tanto, uma ajuda de custo, afinal, todos tem que pagar aluguel no fim do mês. Bem, afirmado isto, usemos menos “perfumaria” e mais realismo em nossas análises. Um Abraço.

  4. o fogaça já ta parando de gasta..viu que ta morto!…e vai leva uns quantos.., tem gente que trabalha para ele..eles..e diz que é só pelo dinheiro!..dito por eles mesmos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo