HabitaçãoPrefeitura

MORADIA. PAC garante outras 56 casas no Cipriano. E Schirmer quer mais 170 por mês até 2012

É verdade que o prefeito Cezar Schirmer esqueceu (bem, pelo menos não está no texto da prefeitura) de informar que o investimento em moradia popular é decorrente do Plano de Aceleração do Crescimento. Nem precisa, na verdade. Acabou se transformando num ato banal – mas não menos importante – e todos os interessados já sabem.

Mas o mais importante, mesmo, na solenidade que aconteceu sexta-feira, da entrega de mais 56 moradias no Lotamento Cipriano Rocha, foi outra coisa. Uma afirmação não devidamente contabilizada pela mídia – que, aliás, deu espaço mínimo ao assunto, no final de semana.

Schirmer: 5 mil casas até dezembro de 2012. O que dá quase meia dúzia por dia, em média

O prefeito reafirmou seu compromisso de “construir 5 mil novas moradias até o final da administração”. Como, salvo engano, foram entregues cerca de 500, com recursos obtidos ainda na gestão anterior, restam outras 4,5 mil. Isso significa, em média, se o bestunto do repórter não falha, qualquer coisa parecida com 170 novas moradias por mês, até dezembro de 2012 – ou 60, se o prefeito contar mais quatro anos à frente do Centro Administrativo, num segundo mandato).

Resta, apenas, torcer para que isso seja, meeeeesmo, realizado. A cidade ganha. E sua gente, especialmente a mais pobre, mais ainda. Amém! Ah, sobre a solenidade no Cipriano, acompanhe material produzido pela Coordenadoria de Comunicação Social da Prefeitura. A reportagem é de Vera Jacques, com foto de João Alves. A seguir:

Prefeito entrega chaves de mais 56 casas no Cipriano Rocha

O sonho da casa própria se tornou realidade para mais 56 famílias santa-marienses. Com o auditório da prefeitura lotado, na tarde desta sexta-feira (3) o prefeito Cezar Schirmer entregou as chaves dos lotes referentes às quadras dois e três do Loteamento Cipriano Rocha, localizado no Parque Pinheiro.

O ato foi cercado de muita emoção, pois a maioria das pessoas mora em áreas de risco ou condições precárias. A solenidade também contou com a participação do secretário Extraordinário de Projetos e Programas Intersetoriais, Nabor Ribeiro, com a adjunta da Pasta, Magali Rocha, vereadora Maria de Lourdes Castro, representando a Câmara de vereadores e do coordenador da União das Associações Comunitárias, Adelar Vargas.

A primeira moradora a receber a chave da casa das mãos do prefeito foi a diarista Elisandra Coimbra Escobar. Emocionada, a proprietária do lote 25 da quadra 2, declarou que estava muito satisfeita. “Estou realizando um sonho, a partir de agora a vida vai melhorar”, projeta a nova moradora. Elisandra conta que esperava com muita ansiedade por este momento há cerca de seis anos, quando iniciou a ser divulgado o Programa Habitacional. Elisandra vai residir na casa com o filho de 13 anos…”

PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI.

SIGA O SITÍO NO TWITTER

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

2 Comentários

  1. A única forma de o Prefeito ver este objetivo de 5.000 novas moradias entregues no seu atual mandato é a eleição da candidata Dilma Rousseff para a Presidência da República.

    Como todos sabem, as novas moradias construídas em Santa
    Maria têm origem nos programas do governo federal como Programa de Arrendamento Residencial (PAR), Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), e ao Programa Minha Casa Minha Vida, então fica fácil de concluir que se estes programas sofrerem qualquer tipo de descontinuidade, os objetivos do Prefeito ficarão totalmente comprometidos.

    Portanto, se os nobres objetivos do Prefeito são realmente verdadeiros, ele sabe para que lado do muro apear. Caso contrário, bye bye 5.000 moradias novas até 2012!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo