PrefeituraSegurança

GUARDA MUNICIPAL. Para que funcione, Prefeitura vai comprar 15 motos, seis camionetas, oito carros leves, armas não letais…

Na sanção da lei que criou a Guarda, o prazo anunciado: só mesmo em março de 2012

Que ninguém imagine a Guarda Municipal começando amanhã a trabalhar, nas funções a ela destinadas pela lei sancionada na manhã passada pelo prefeito Cezar Schirmer – na presença de um punhado de autoridades políticas, de segurança e do próprio Ministério Público.

Antes, uma série de medidas serão tomadas. Inclusive a compra de equipamentos, adiantada pelo secretário de Comunicação e Relações de Governo, Giovani Manica. Motos, carros, camionetas, armamento não letal, colete a prova de balas. Tudo isso está na lista. Sem falar na escolha dos atuais vigilantes que podem cumprir as funções, e para o que serão devidamente avaliados, como informou o prefeito.

Bueno, feitas essas ressalvas (aliás, também consignadas pelo prefeito), acompanhe material produzido pela Coordenadoria de Comunicação Social da Prefeitura. A reportagem é de Fabrício Minussi, com foto de João Vilnei. A seguir:

Prefeito sanciona lei que cria a Guarda Municipal e anuncia compra de viaturas e equipamentos

O prefeito Cezar Schirmer sancionou, na manhã desta quarta-feira (28), a Lei Complementar nº 7567/2011, que cria no âmbito na municipalidade a Guarda Municipal e dá outras providências. O ato ocorreu às 9h, no salão Nobre do Edifício João Fontoura Borges, Rua Venâncio Aires, Bairro Centro, e antecedeu a reunião ordinária dos integrantes do Gabinete de Gestão Integrada Municipal (GGI-M)…

…“Hoje estamos dando forma a toda uma política para a segurança pública construída com a participação efetiva da Prefeitura, dos servidores municipais, especialmente os vigilantes, da Câmara de Vereadores e da sociedade. A implantação da Guarda Municipal é um processo gradativo, mas urgente. Uma prioridade da nossa administração”, disse Schirmer.

O prefeito salientou que o trabalho para a implantação da Guarda Municipal continua. “Agora vem a transição e capacitação dos vigilantes, que passam a viver um novo momento em suas carreiras, bem como a aquisição dos materiais e equipamentos necessários à operação da Guarda Municipal. Esperamos concluir todas as etapas até março do ano que vem, quando…”

 PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI.

SIGA O SITÍO NO TWITTER

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

2 Comentários

  1. Caro Daniel, vou citar só um exemplo onde foi aproveitado os Vigilantes Municipais, em Caxias do Sul, logo após foi feito concurso Público para preenchimento das vagas…
    Aqui em Santa Maria também abrirá concurso, pois o número de Vigilantes Municipais é insuficiente para preencher todas as vagas e assim sucessivamente… Vai estudando e se preparando …
    Ilegal e Imoral seria deixar os atuais funcionários Públicos da Vigilância Municipal que exercem atividades “CORRELATAS” aos GUARDAS MUNICIPAIS, fora desse processo…
    Vigilante agora na Prefeitura de Santa Maria, só de empresa tercerizada…
    PARABÉNS AO ATUAL PREFEITO…

  2. Por acaso isso não seria ilegal? Ou pelo menos imoral?
    Quero dizer o ato de transformar vigilantes em guardas municipais, mais especificamente no que se refere a legislação que impede que um funcionário público simplesmente mude de cargo e pronto.
    Para se tornar um guarda municipal deveria ser (como em todas as outras prefeituras é) obrigatório um concurso público, e nesse caso o concurso deveria ser aberto a toda e qualquer pessoa interessada, e não apenas aos vigilantes.
    Parece-me que a legislação está sendo ignorada, abertamente violada, e muitas pessoas capacitadas estarão sendo prejudicadas por não terem acesso a um concurso que deveria existir nesse caso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo