Ministério PúblicoPrefeituraSaúde

VERGONHA. Santa Maria teria devolvido R$ 17 milhões à União. E R$ 11 milhões vão pelo mesmo caminho. Eram para a Saúde. E daí?

Na sexta-feira, dia 9, com amplos detalhes, este sítio NOTICIOU a vergonhosa colocação de Santa Maria no ranking dos municípios gaúchos em gastos com saúde pública. Em 496 comunas, conforme dados oficiais do Tribunal de Contas do Estado, estamos em 481° lugar.

As causas? Bueno, o editor não entrou no mérito. Não se sente em condições para tanto. Mas, taaalvez, uma delas pode ser encontrada em texto publicado dois dias antes (7, quarta-feira), no seu blogue, pelo Promotor de Justiça e Escritor João Marcos Adede Y Castro. Tomo a liberdade de reproduzir um trecho (os grifos são deste editor) e oferecer o “link”, para quem desejar ler a íntegra. A seguir:

 “AUMENTO DE IMPOSTO VAI SALVAR A SAÚDE: O Zé Mané acredita

…Reduzir despesas não significa “não gastar”, mas aplicar os recursos públicos de forma racional, o que parece não ser de interesse de alguns.

Veja-se que, em Santa Maria, no ano de 2010 teriam sido devolvidos ao governo federal mais de 17 milhões de reais depositados no Fundo Municipal de Saúde por pura incompetência gerencial, e neste ano já teríamos mais 11 milhões de reais que talvez tenham o mesmo destino, devolução por não-aplicação.

Ora, o governo federal só libera recursos para os municípios mediante projetos. Assim, se o dinheiro veio é porque havia projetos. Por que não foram implementados? Simples, porque a política não é de saúde, mas de doença, ou seja, deixa o cara adoecer, dá uns comprimidinhos pra ele e ganha uns votos.

Deste jeito, em 2012 talvez não recebamos nada, pois afinal demonstramos que não precisamos do dinheiro!

Mas os políticos falam em aumentar imposto sobre cigarro e bebidas alcoólicas. Todo mundo é contra o cigarro e as bebidas alcoólicas, inclusive eu, mas o fato é que os governos incentivaram, durante séculos, a industria do tabaco e do álcool, permitindo a criação de milhões de empregos, arrecadando milhões ou trilhões de reais em tributos…”

PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI.

SIGA O SITÍO NO TWITTER

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

6 Comentários

  1. Já que é de Justiça que estamos falando…

    PORTARIA DE INSTAURAÇÃO N° 275/2011
    De 26 de julho de 2011.

    O MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL por seu Procurador da República signatário, …

    CONSIDERANDO o teor do relatório de auditoria nº 9746, elaborado pelo Departamento Nacional de Auditoria do Sistema Único de Saúde – Ministério da Saúde, encaminhado pelo Of. SEAUD/RS nº 2884, onde informa a realização de auditoria no período de 21/06/2010 à 25/06/2010, no Município de Santa Maria/RS, inclusive com apuração de irregularidades quanto aos recursos financeiros oriundos do SUS;

    RESOLVE nos termos da a Resolução 87, de 03 de Agosto de 2006, do Conselho Superior do Ministério Público Federal, bem como a Resolução 23, de 17 de setembro de 2007, do Conselho Nacional do Ministério Público, instaurar o presente Inquérito Civil Público versando sobre: Verificação de eventuais irregularidades em relação aos recursos financeiros oriundos do Sistema Único de Saúde, tendo por base o relatório de auditoria nº 9746 do Departamento Nacional de Auditoria do SUS.

    HAROLD HOPPE
    Procurador da República

  2. @Daniel Isaia
    O Mânica deve estar de briga com a matemática.
    Se no levantamento do TCE os índices de 2006, 2007 e 2008 são superiores aos de 2009 e 20010, como é possível que eles tenham contribuído para piorar o desempenho?

  3. Saúde:
    Devolução por incompetência:
    2010 – 17 milhões,
    2012 – 11 milhões ( até hoje),
    2013 – Eleições Municipais, ufa….

  4. Quando TCE divulgou que Santa Maria era um dos municípios gaúchos que menos investia em saúde, repercuti essa informação (através da TV Santa Maria) com o secretário de Comunicação de Prefeitura, Giovani Mânica. Ele afirmou que a cidade só está mal colocada porque o Governo do Estado vem repassando verba insuficiente para a nossa cidade. O secretário garantiu, no entanto, que se a pesquisa fosse feita abrangendo apenas os anos da gestão Cezar Schirmer (2009 e 2010), Santa Maria estaria melhor colocada no ranking. Como a pesquisa também abrangeu três anos da gestão Valdeci Oliveira (2006, 2007 e 2008), liguei para o ex-prefeito (hoje deputado estadual), que por sua vez revelou que, durante seu segundo mandato, o Palácio Piratini (na época, sob o comando de Yeda Crusius) deixou de repassar cerca de R$ 5 milhões para a saúde – mas garantiu que, ainda assim, investia mais no setor do que a atual administração. Agora, a questão a ser respondida por representantes de ambas as gestões é: se o problema da saúde em Santa Maria está no repasse insuficiente de verba do Governo do Estado, por que a cidade está devolvendo investimentos do Governo Federal sem fazer uso deste?

  5. Não adianta dizer que foi culpa do governo anterior como adoram falar. Em 2010 o CS já estava no seu segundo ano de ADM. Vergonha mesmo…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo