PartidosPolítica

ANTES TARDE… Enfim, surge um deputado gaúcho do DEM que assume o pra lá de óbvio: ele é “de direita”

Lorenzoni: enfim, alguém se assume “de direita”

Barbaridade. Se você dissesse que Onyx Lorenzoni é um político com posições claramente direitistas, corria o risco de ser xingado. Inclusive com a contraposição de “esquerdista”. Pois bem, agora, ainda que com o adendo “centro”, o próprio parlamentar assumiu essa condição.

E mais: fez críticas, veja só, ao aliado natural do DEM nacional, justamente o PSDB, partido que deputado gaúcho observa estar mais perto do inimigo figadal, o PT. Em tempo: este editor gosta quando as posições estejam claras. E, com certeza, Lorenzoni é muito mais respeitado agora – quando ele próprio assume o óbvio.

Pooois é. E onde ele disse tudo isso? E pra quem? Foi numa entrevista publicada nesta segunda-feira no ótimo jornal eletrônico Sul21. A reportagem (com a entrevista) é de Samir Oliveira. Confira você mesmo:

“DEM fica a reboque de projeto centro-esquerda do PSDB”, critica Onyx

O deputado federal Onyx Lorenzoni (DEM-RS) é um fiel defensor de seu partido. Ele afirma que o Democratas dá um exemplo ao país ao expulsar filiados acusados de corrupção, como o ex-governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda, e o senador Demóstenes Torres.

Mas o parlamentar gaúcho critica a falta de protagonismo do partido – referência da direita no país – na vida política nacional. “A centro-direita no Brasil não teve candidato nas duas últimas eleições. É preciso de candidatura para representar essa parcela importante da população brasileira”, observa.

Para Onyx, quando se trata de eleições nacionais, o DEM tem andado a reboque dos tucanos, que ele diz representarem um projeto de centro-esquerda. “O Democratas fica a reboque do projeto de centro-esquerda do PSDB, extremamente similar ao do PT. Evidentemente que as eleições ficam sem contraponto”, analisa…”

PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Um Comentário

  1. Isso eu já sabia (desde 1974)! Mas, Seo Claudemir, não vamos comentar o casório, lá em São Paulo? Sarney foi o padrinho… Será, que vamos comer do bolo do Delfim? Não morro sem comer minha fatia!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo