Ministério PúblicoSanta MariaTragédia

KISS. Confira aqui a íntegra da Denúncia feita pelo Ministério Público: quatro são por homicídio doloso

Como você leu mais cedo, o Ministério Público decidiu denunciar quatro indiciados por homicídio doloso qualificado. Também denunciou dois por falso testemunho, dois por fraude processual.

Da mesma forma, pediu o arquivamento de três indiciados e diligências adicionais da polícia em relação a quatro. A seguir, você confere o material produzido pela assessoria de comunicação do Ministério Público. E, se quiser, vai direto lá embaixo e acesse a ÍNTEGRA da denúncia. Acompanhe:

 “MP denuncia envolvidos na tragédia da boate Kiss

O Ministério Público apresentou nesta terça-feira, 2, a denúncia criminal referente a maior tragédia da história do Rio Grande do Sul, que resultou na morte de 241 pessoas e mais de 600 feridos durante incêndio na boate Kiss, em Santa Maria, no dia 27 de janeiro deste ano. Os detalhes foram apresentados em coletiva de imprensa realizada na sede da Promotoria de Justiça do Município, que contou com a participação do Subprocurador-Geral de Justiça para Assuntos Institucionais, Marcelo Dornelles; do Coordenador do Centro de Apoio Operacional Criminal do MP, David Medina da Silva; e dos Promotores de Justiça Criminais de Santa Maria e responsáveis pela denúncia, Joel de Oliveira Dutra e Maurício Trevisan. Logo após a entrevista, a denúncia foi entregue ao Juiz da 1ª Vara Criminal de Santa Maria, Ulysses Fonseca Louzada

Na abertura da coletiva, o Subprocurador Institucional, Marcelo Dornelles, destacou que a tragédia deve servir para uma mudança cultural em relação à prevenção. “Naquela madrugada cada um de nós morreu um pouco. Que ao menos sirva para uma mudança cultural em nossa sociedade”, alertou. Ele também lembrou que desde o primeiro momento da tragédia o MP esteve mobilizado buscando informações sobre o inquérito policial, conduzindo investigações na área cível e, ainda, prestando solidariedade aos familiares das vítimas. “Faço um reconhecimento público aos Promotores e Servidores da Instituição que trabalharam com dedicação e competência para, com a maior brevidade, apresentar esta denúncia criminal”. Na sequência, o Coordenador do Centro de Apoio Criminal, David Medina da Silva, fez uma explicação técnica sobre o embasamento jurídico da denúncia do MP. “Todas as circunstâncias nos levam, necessariamente, à figura do dolo eventual em relação aos sócios da Kiss denunciados e aos músicos, porque havia conhecimento da situação de insegurança no local”, detalhou. De acordo com David Medina da Silva, o trabalho do MP não apagará o sofrimento dos familiares das vítimas, “mas que pelo menos conforte um pouco essas pessoas”….”(Para ler a íntegra, clique AQUI )

PARA LER A ÍNTEGRA DA DENÚNCIA, CLIQUE AQUI

QUER INFORMAÇÕES ADICIONAIS? CLIQUE AQUI

 

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo