MemóriaPolítica

MEMÓRIA. Abdo Mottecy morreu a poucos dias de completar seus 87 anos. Velório será em capela do HC

Abdo Mottecy: militante histórico contra a ditadura military, era presidente de honra do PMDB/SM
Abdo Mottecy: militante histórico contra a ditadura militar, era presidente de honra do PMDB/SM

Como o sítio informou agora há pouco, às 9 e 15 da noite morreu o veterano militante politico Abdo Achutti Mottecy. Ele estava internado há nove dias no Hospital de Caridade. Não há informações, ainda, sobre sepultamento, que deverá acontecer na tarde desta quarta-feira. O velório inicia, ainda nesta madrugada, numa das capelas mortuárias contíguas ao HC, na rua Floriano Peixoto.

Mottecy completaria 87 anos em 9 de maio e foi dirigente histórico do MDB gaúcho, sendo também um dos fundadores do PMDB, no Rio Grande do Sul. Era presidente de honra da sigla em Santa Maria. Foi vereador na cidade por dois mandatos, entre 1989 e 1996.

Por conta da debilidade física, já não atuava há algum tempo, mas se incorporou, na medida do possível, na campanha à releição do atual Prefeito Cezar Schirmer. Tinha orgulho, e não escondia isso, de ter sido o abonador da filiação de vários militantes do seu partido, inclusive o então candidato a deputado e depois ministro Nelson Jobim.

Numa entrevista à assessoria de imprensa de imprensa do PMDB/RS, em 2007, Abdo fez questão de ressaltar um evento histórico: foi quando Luis Carlos Prestes, de passagem por Santa Maria, pediu abrigo em sua casa. Abdo, que possuía uma pequena farmácia, sabia que a acolhida poderia acarretar em represálias ao seu negócio: “mas os princípios políticos falaram mais alto”, frisa. “Meu irmão Jorge (Mottecy), já falecido, passou dezessete meses preso por ser contra o regime militar”, relatou também Abdo, ao lembrar outro fato que marcou sua caminhada política.

É bastante provável, embora ainda não haja confirmação, que o Prefeito Cezar Schirmer decrete luto oficial na cidade.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

3 Comentários

  1. No início da minha vida profissional, na redação de A Razão, convivi com Abdo Mottecy, então vereador. Um cidadão de primeira classe. Que vaya com dios!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo