BOA SACADA. Projeto Tribos nas Trilhas da Cidadania

A iniciativa é da ONG empresarial “Parceiros Voluntários”, e já envolveu mais de 100 mil jovens gaúchos. Neste sábado, haverá capacitação, como mostra material produzido pela assessoria de comunicação da Câmara de Comércio, Indústria e Serviços de Santa Maria (Cacism) – que é sede de um unidade da “Parceiros”. O texto é de Paola Schwelm. A seguir:

ONG Parceiros Voluntários realiza capacitação em Santa Maria

BOA SACADA. Projeto Tribos nas Trilhas da Cidadania - parceirosNo próximo sábado, dia 29, a Unidade da ONG Parceiros Voluntários de Santa Maria, sediado junto a Câmara de Comércio, Indústria e Serviços de Santa Maria (CACISM), realizará a capacitação de professores e jovens envolvidos no projeto “Tribos nas Trilhas da Cidadania” e o programa “Jovens Voluntários” que trabalha conceitos ligados ao voluntariado, ao empreendedorismo social e ao desenvolvimento de lideranças. O encontro será no Colégio Marista Santa Maria e contará com a consultora da ONG de Porto Alegre, Ida Steques.

O projeto “Tribos nas Trilhas da Cidadania” já envolveu cerca de 100 mil jovens  no Rio Grande do Sul que realizam, ao longo do ano, ações sociais em uma das trilhas: educação para a paz, meio ambiente ou cultura, sob orientação de um professor responsável. Os estudantes aprendem a planejar suas ações a trabalhar em equipe. Todas as tribos elegem um líder, um vice-líder e um adulto de referência, que precisa ter afinidade com o grupo, atitude colaborativa, disponibilidade e preocupação social. Sua função é orientar a tribo e atuar como facilitador para que os próprios jovens encontrem os meios de planejar e executar suas ações voluntárias. Os resultados das ações são registrados em um diário e também em blogs hospedados no site do projeto.

A capacitação trabalhará com o processo interpessoal e intergrupal: para sensibilizar a importância do cultivo das relações; Empreendedorismo – voluntariado: a fim de potencializar nos jovens o espírito voluntário, solidário, mobilizador e articulador; Liderança: oportunizando a reflexão do jovem sobre o seu papel como líder; Auto estima: para despertar neles a consciência da importância de ser um jovem Tribeiro; Planejamento e avaliação: com o objetivo de contribuir para a melhor programação e acompanhamento das ações. A coordenadora da Parceiros Voluntários Santa Maria, Eliane Anchieta, salienta que o projeto é fundamental na construção da cidadania dos jovens que participam. “Temos que pensar no mundo atual, os jovens serão os líderes do futuro”, afirma.”



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *