AssembleiaPolítica

PROTESTO. Pozzobom discursa a favor. Mas repudia atos de vandalismo, como os vistos no Rio de Janeiro

O Rio de Janeiro foi um exemplo citado por Jorge Pozzobom, ao se manifestar hoje na tribuna da Assembleia Legislativa. O tucano ressalvou, porém, ser favorável às manifestações, como você confere no material produzido por sua assessoria de imprensa. O texto é de Thiago Buzatto. A seguir:

PLENÁRIO – Pozzobom criticou ações de vandalismo durante manifestações

As manifestações realizadas na última segunda-feira nas principais cidades brasileiras foram elogiadas na tribuna, durante a Sessão Plenária da Assembleia Legislativa destas terça-feira (18), pelo deputado estadual Jorge Pozzobom (PSDB). Contudo, embora favorável aos protestos, o parlamentar criticou os atos de vandalismo ocorridos por todo o país.

O deputado comparou a tomada do Congresso Nacional em Brasília com as ocorrências registradas em frente a Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro. “Vimos a tomada do Congresso sem atos de vandalismo, num movimento exemplar, em que os jovens limparam a sujeira causada pela manifestação e em que um grupo que tentou fazer atos de vandalismo foi radicalmente afastado pelos verdadeiros manifestantes. Ao mesmo tempo, no Rio de Janeiro a passeata que ocorria pacificamente, passou às agressões físicas e acabou por invadir a AL-RJ. Atos de depredação, de vandalismo, são inaceitáveis em qualquer democracia. Isso não é correto”, afirmou.

Para Pozzobom, o uso de violência para demonstrar descontentamento é antidemocrático. “Toda a manifestação tem que ser, acima de tudo, respeitada. Mas fiquei preocupado por ouvir, por exemplo, que os transportes públicos já ganharam muito dinheiro, então tinha que queimar ônibus. Não! Não é a lei de talião, olho por olho, dente por dente. Se tem problema, vamos enfrentá-lo. Temos uma Constituição Federal que nos garante a liberdade de manifestação, que nos garante o direito de ir e vir, de falar sem corrermos o risco de ser preso. Se temos esses direitos, também temos de respeitar o direito dos outros”, concluiu.”

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo