ECONOMIA SOLIDÁRIA. Encerramento dos eventos daqui a pouco. Mas, ontem, o que não faltou foi festa

ECONOMIA SOLIDÁRIA. Encerramento dos eventos daqui a pouco. Mas, ontem, o que não faltou foi festa - eco-projeto-esperança

Projeto Esperança, um dos justos homenageados da noite de ontem. Tudo passa por ele

Não faltaram motivos, por certo. Um deles foi a própria comemoração das duas décadas de início dos eventos, via Feira Estadual do Cooperativismo. Mas houve muito mais, como você pode conferir a seguir:

Por MAIQUEL ROSAURO (texto e fotos), assessor de imprensa dos eventos

 “Noite de sábado foi de festa na Feira Mundial de Economia Solidária

ECONOMIA SOLIDÁRIA. Encerramento dos eventos daqui a pouco. Mas, ontem, o que não faltou foi festa - selo-ecosol-menor2A noite de sábado foi especial no 2º Fórum Social, 2ª Feira Mundial de Economia Solidária e 20ª Feicoop. Lançamento de livros, desfiles e comemorações de aniversário entidades foram realizadas no Palco da Feira, junto à Praça de Alimentação.

O evento paralelo iniciou com o lançamento de “Os laços entre Igreja, Governo e Economia Solidária”, de André Ricardo de Souza; o vídeo do 5º Encontro Internacional de Economia Social Solidária (RIPESS), de Daniel Tyler; a obra “Catálogos de Comércio Justo e Solidário”, da IMS; o documento final da 5ª Plenária Nacional de Economia Solidária, em Comemoração aos 10 anos do FBES; e do livro “Economia Solidária e Vínculos”, de Maria Isabel R. de Lima.

ECONOMIA SOLIDÁRIA. Encerramento dos eventos daqui a pouco. Mas, ontem, o que não faltou foi festa - eco-bolo

O superbolo, uma atração a parte, no Terminal de Comercialização Dom Ivo Lorscheister

Em seguida, ocorreu desfile da Asociación de Artesanas Orunu (Asoirunu), com roupas típicas da Colômbia. Logo após, foi realizado desfile do Grupo Recicle Bem, de Guarulhos, que apresentou peças produzidas apenas com material reciclado.

Na sequência, ocorreu a cerimônia especial em comemoração aos 10 anos do Fórum Nacional de Economia Solidária (FBS), 10 anos da Secretaria Nacional de Economia Solidária (Senaes) do Ministério do Trabalho e Emprego; 10 anos da Rede Estadual de Educação Cidadã (Recid); 20 anos da Feicoop; 30 anos da Economia Solidária enquanto Cáritas Brasileira, 25 anos do Projeto Esperança/Cooesperança; e 18 anos da Rede Internacional de Promoção de Economia Social e Solidária do Caribe e Latino-americano.

– A Economia Solidária e a Senaes são uma construção coletiva que mostram outra sociedade e outra economia para o mundo – argumentou o secretário nacional de Economia Solidária, Paul Singer.

A irmã Lourdes Dill, coordenadora do Projeto Esperança/Cooesperança, reafirmou que uma nova economia é realizada na Feira.

– Outra economia acontece aqui. O planeta Terra é para todos e não apenas para um grupo privilegiado. Queremos viver com qualidade e dignidade – sustentou irmã Lourdes.

Ao fina do evento, um grande o bolo foi repartido entre o público presente na Praça de Alimentação.

Encerramento

A Feira que iniciou na quinta-feira, no Centro de Referência em Economia Solidária Dom Ivo Lorscheiter, em Santa Maria, e termina neste domingo. A cerimônia de encerramento inicia às 18h.

A Feira

Mais de mil empreendimentos, de 40 países, estão representados na Feira. São oferecidos cerca de 10 mil produtos da Economia Solidária e Agricultura Familiar. “



1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *