AssembleiaEstadoSaúdeTrabalho

MÉDICOS. Pozzobom quer que profissionais vindos do exterior para o RS só atuem se fizerem o “Revalida”

O Revalida é o oficialmente chamado “Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos”. Sem ele, os profissionais que vierem do exterior não podem atuar no Rio Grande do Sul. É o projeto apresentado ontem, na Assembleia Legislativa, pelo deputado Jorge Pozzobom. Os detalhes chegam através da assessoria de imprensa do parlamentar. A seguir:

REVALIDA – Pozzobom protocola PL que exige aprovação em exame para médicos graduados no exterior

O deputado estadual Jorge Pozzobom (PSDB) protocolou, na tarde desta segunda-feira (15), na Assembleia Legislativa,  projeto de lei proibindo no Rio Grande do Sul o exercício da medicina por médicos diplomados em universidades estrangeiras que não tenham obtido aprovação no Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos (Revalida). O parlamentar justifica que este projeto busca garantir a legalidade do exercício da medicina no Estado do Rio Grande do sul, em atendimento à legislação brasileira.

Instituído em março de 2011, o Revalida é um processo de avaliação para a revalidação de diplomas estrangeiros compatíveis com as exigências de formação correspondentes aos diplomas dos médicos das universidades brasileiras, conforme as Diretrizes Nacionais do Curso de Graduação em Medicina. Pozzobom afirma que, além do exame, a Lei Federal 9.394/1996, em seu parágrafo segundo, estabelece que “os diplomas de graduação expedidos por universidades estrangeiras serão revalidados por universidades públicas que tenham o curso do mesmo nível e área ou equivalente, respeitando-se os acordos internacionais de reciprocidade e equiparação”. “Um dos princípios elementares da administração pública é o da Legalidade. Se nós temos uma lei que exige a revalidação de diplomas de médicos que se formam em universidades estrangeiras, o mínimo que um governante deve fazer é cumprir a lei. Aqui no RS, com esta proposição, nós vamos fazer a nossa parte”, garantiu.”

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

2 Comentários

  1. Esta e a posição de todos Hospitais que compõem a Associacao Brasileira de Hospitais Universitários e de Ensino, em respeito aos usuários do SUS e ao exercício legal da profissão, como acontece em qualquer pais minimamente desenvolvido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo