CongressoPolítica

FALCATRUA. Deputado “socialista” financia concessão de rádio com dinheiro da Câmara. E aluga Mercedes

O “socialista” Camarinha: além de tudo, ter concessão de rádio é inconstitucional. Mas…
O “socialista” Camarinha: além de tudo, ter concessão de rádio é inconstitucional. Mas…

Pra começar: diz a Constituição Federal que parlamentares não podem ser concessionários de serviço público – caso das emissoras de rádio e televisão. Mas isso não é percebido, sabe-se lá por que, pelo Supremo Tribunal Federal. Se fosse, como já se noticiou à exaustão, inclusive aqui, pelo menos um quinto dos congressistas perderia o mandato.

Agora, a desfaçatez suprema: um parlamentar, dito socialista, de São Paulo, destina boa parte da verba a que tem direito para o exercício do mandato, a uma emissora de sua “propriedade”. O sujeito se chama Abelardo Camarinha. Que tal, hein? Ah, os detalhes disse e de outras falcatruas estão na reportagem de Mariana Haubert, no sítio especializado Congresso em Foco. A foto é de David Ribeiro, da Agência Câmara de Notícias. Confira:

Camarinha: Mercedes e rádio pagas pela Câmara

Apesar de ficar em Brasília apenas durante os dias da semana em que trabalha no Congresso, o deputado Abelardo Camarinha (PSB-SP) não abre mão do conforto na hora de percorrer as largas avenidas da cidade. Ele possui um carro próprio na capital, mas, quando o seu automóvel quebrou, no início do ano, optou por alugar uma Mercedes por dois meses, ao custo de R$ 12 mil. O pagamento foi feito com recursos da Cota para o Exercício da Atividade Parlamentar (Ceap), o chamado cotão. Dentre outras despesas, ele serve para pagar gastos com aluguel de veículos.

Segundo informações prestadas pelo seu gabinete, o carro era o único que estava disponível na locadora contratada, a ARL Barros Serviços Executivos Rent a Car. Excluindo as companhias aéreas, as telefônicas e os Correios, a empresa – que funciona em uma casa simples na periferia de Brasília – é a que mais recebe recursos do cotão, como o Congresso em Foco mostrou há duas semanas…”

PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo