AssembleiaEstadoEstradasTransporte

NORTE-SUL. Valdeci e Bisogno, em audiência na AL, ouvem que estudo prévio coloca SM na rota da ferrovia

O deputado Valdeci Oliveira (que, por sinal, representa oficialmente a Assembleia, neste domingo,  na Romaria – que terá também a participação de Jorge Pozzobom) foi um dos que compareceu nesta sexta à audiência pública que tratou da Ferrovia Norte-Sul. Ele e o presidente da Câmara de Vereadores, Marcelo Bisogno.

Ambos ouviram, por exemplo, que os estudos preliminares incluem Santa Maria na rota da ferrovia. Nada definitivo, mas com certeza estimulante. Ah, e tem outra audiência pública, esta aqui mesmo em Santa Maria, como você confere no relato da assessoria de imprensa do parlamentar petista. A seguir:

Audiência reforça passagem de ferrovia na Região Centro

Deputados, prefeitos e secretários municipais de diversas regiões do Estado debateram por quatro horas, nesta sexta (8), em Porto Alegre, o projeto da Ferrovia Norte-Sul, iniciativa do governo federal que visa diversificar o sistema de transporte de cargas do país.

A audiência pública, promovida conjuntamente pelas comissões de Economia e de Assuntos Municipais da Assembleia Legislativa, contou ainda com a presença de diretores e técnicos da Valec Ferrovias, a Empresa de Planejamento e Logística (EPL) e da STE, empresas responsáveis por coordenar e realizar o Estudo de Viabilidade Técnica e Ambiental (EVTEA) da nova ferrovia.

Representada pelo deputado estadual Valdeci Oliveira (PT) e pelo presidente da Câmara Municipal de Santa Maria, Marcelo Bisogno, a Região Centro do Estado foi bem avaliada na audiência. Os estudos preliminares apresentados pela Valec e STE indicam a rota Frederico Westphalen – Palmeira das Missões – Panambi – Cruz Alta – Santa Maria – Cachoeira do Sul como um dos corredores mais viáveis na interligação entre Chapecó (SC) e o Porto de Rio Grande.

s mesmos estudos indicam a importância do estabelecimento de uma ligação ferroviária com o Mercosul, através da criação de um ramal entre Santa Maria, Cacequi, Alegrete e Uruguaiana. “O Estudo de Viabilidade da Norte-Sul já identificou como positivo o aproveitamento das linhas férreas existentes entre Cruz Alta e Santa Maria e entre Santa Maria e Cachoeira no projeto da Ferrovia Norte-Sul”, afirmou Valdeci.

Conforme o diretor de operações da Valec, José Bento de Lima, os estudos preliminares serão consolidados nos próximos meses. A previsão é concluir o trabalho e apresentar o traçado da Norte-Sul em abril do ano que vem. “Estão sendo levados em conta variáveis ambientais, o relevo, a produção agrícola e industrial e os dados econômicos”, explicou.

No próximo dia 6 de dezembro, na Câmara de Vereadores de Santa Maria, será realizada nova audiência pública sobre o tema com a presença de prefeitos, vereadores e associações empresariais das regiões Centro, Noroeste, Fronteira Oeste e Missões. “Vamos continuar mobilizados. A ferrovia é uma nova alternativa de desenvolvimento para o Rio Grande e para a Metade Sul do Estado em especial”, assinalou Valdeci.”

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

2 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo