Mulher - Especial

ESPECIAL 4. Polícia mantém esperança de resolver o “Caso Elisete”. Um suspeito é conhecido, no entanto…

O caso do sumiço da mototaxista Elizete Vieira da Silveira desafia a polícia há praticamente dois anos. Mas a esperança de resolver o caso se mantém, segundo as autoridades.

Por LUIZ ROESE, Especial 

Delegada Débora: “há uma linha de investivação, temos suspeito, mas falta a materialidade”
Delegada Débora: “há uma linha de investivação, temos suspeito, mas falta a materialidade”

A delegada da Mulher, Débora Aparecida Dias, explica que as semelhanças entre os dois casos – os do desaparecimento, há praticamente dois anos, de Elizete Vieira da Silveira e da ex-namorada do goleiro Bruno, Elisa Samudio – terminam por aí, pela inexistência do corpo.

Até porque, no caso de Elizete, apesar de o caso ser investigado como homicídio, como você leu agora há pouco, na nota imediatamente abaixo, não há um vestígio sequer. Na investigação sobre a morte de Eliza Samudio, havia, pelo menos, sangue.

Em outro mistério, o sumiço da jovem Daniela Ferreira, em Agudo, em 29 de julho de 2012, a perícia conseguiu coletar material genético. Já em relação a Elizete, nem mesmo a moto dela, achada em São Vicente do Sul, tinha qualquer material que pudesse ajudar nas investigações. “Embora as pessoas achem que não, continuamos a investigar o caso da Elizete. Temos uma linha de investigações, temos suspeito, mas falta a materialidade”, afirma a delegada Débora.

Enquanto isso, a família da vítima segue em uma aflição sem fim, à espera por saber o que realmente aconteceu com Elizete. “A esperança de encontrá-la com vida é a última que morre”, diz o irmão da mototaxista, Pedro Joceli Vieira da Silveira, 40 anos, que foi o último a falar com a vítima, ao receber uma ligação de Elizete perguntando quanto ela deveria cobrar por uma corrida até Dilermando de Aguiar. Depois disso, ela nunca mais foi vista ou ouvida, em uma mistério que permanece até hoje.

LEIA AMANHÃ:  A mulher cujo corpo foi jogado no estacionamento do supermercado

PARA LER AS OUTRAS REPORTAGENS, CLIQUE AQUI.

mulher

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo