SAÚDE. Está tudo bem com a tua voz? A UFSM tem laboratório que cuida disso. E até Paola Matos já usou

SAÚDE. Está tudo bem com a tua voz? A UFSM tem laboratório que cuida disso. E até Paola Matos já usou - paola-matos

Paola Matos, cantor premiada e que cursou três disciplinas na Fono. Ah, e usou o Laboratório

A cantora santa-mariense Paola Matos, portadora de um dos principais prêmios culturais do Estado, o Açorianos, e estudante de jornalismo da UFSM, é uma das que já se utilizou dos serviços prestados pelo Laboratório de Voz, do curso de Fonoaudiologia da instituição. Aliás, Paola teve aulas em três disciplinas do curso, no qual for a aprovada.

Mas, afinal, o que é o Laboratório de Voz e o que ele oferece, não apenas para quem faz parte da UFSM, senão que para toda a comunidade? Um excelente material foi produzido e distribuído pela Coordenadoria de Comunicação social da Universidade. Pena que não creditou o autor da reportagem. Ah, a foto é do Feicebuqui. Vale a pena conferir, a seguir:

Laboratório de Voz oferece assistência para acadêmicos e comunidade em geral

O Dia Mundial da Voz, comemorado em 16 de abril, foi instituído no Brasil com o objetivo de dar maior visibilidade à voz. É unanimemente reconhecido que a população em geral está muito mais alerta às alterações da voz, assim como ao diagnóstico precoce de novas doenças. Em meio à isso, promovem-se ações de prevenção e cuidado à voz, nosso principal meio de comunicação. Fundado e coordenado pela professora Drª Carla Cielo, o Laboratório de Voz da UFSM, é um exemplo disso e pode servir de estímulo para novas ideias e propostas.

O Laboratório de Voz, do Departamento de Fonoaudiologia, tem como objetivo incrementar o conhecimento científico na área de voz, desenvolvendo pesquisas e proporcionando aos alunos de graduação e pós-graduação experiências que venham enriquecer a prática fonoaudiológica.

Segundo Mara Christmann, que se encontra no cargo de professora substituta do Departamento de Fonoaudiologia, no Laboratório são realizadas avaliações e orientações para pacientes de voz atendidos curricularmente pelos alunos de graduação, muitos constituindo as amostras das pesquisas derivadas do projeto-mãe “Avaliação e terapia de voz”, que engloba atualmente os antigos projetos “Banco de dados” e “Atuação em voz profissional”. Além disso, os alunos de mestrado e doutorado, atuam no Laboratório de Voz, desenvolvendo suas pesquisas

Stéfani Schumacher, graduanda do 7º semestre do curso de Fonoaudiologia, conta que passou por uma avaliação completa para ver se não possuía nenhuma alteração vocal assim como todos os alunos do curso. Inclusive, já fez uso do Laboratório de Voz, atendendo pacientes em suas aulas práticas avaliativas. Stéfani acredita no…”

PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI.

 



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *