AssembleiaCâmara de VereadoresCidadaniaEducaçãoPolíticaPrefeituraSaúdeUFSM

LUNETA ELETRÔNICA. Sem Ordem do Dia, Valdeci, Pozzobom, campanha de vacinação, Unimed/Ebola…

* É a segunda sessão plenária consecutiva que a Câmara não libera, para consulta em seu sítio, o Boletim Legislativo – que traz a Ordem do Dia e o que será (ou não) votado.

* De todo modo, supõe-se que haverá reunião dos edis a partir das 3 da tarde desta quinta-feira. Só não se sabe o que será ou não apreciado. Certamente deve ser algum problema de ordem técnica que impede a publicação prévia – até que outra explicação possa ser oferecida.

Pozzobom: a Constituição e o pleito, em que “se destilou ódio, calúnias...” (foto Marcelo Bertani)
Pozzobom: a Constituição e o pleito, em que “se destilou ódio, calúnias…” (foto Marcelo Bertani)

* Sessão solene marcou nesta quarta-feira, na Assembleia Legislativa, os 25 anos da promulgação da Constituição do Rio Grande do Sul.

* Entre os discursantes, o líder da bancada do PSDB, Jorge Pozzobom destacou, diante dos constituintes presentes, que em seu preâmbulo já consta que foi promulgada com base nos “elevados valores da tradição gaúcha”.

* O tucano voltou a falar da última eleição: “foi destilado ódio, mentiras, calúnias e medo. E tenho absoluta certeza de que não foi isto que vocês queriam”, ao promulgar a Constituição, há 25 anos.

* Será na sexta-feira a divulgação, pela UFSM, do edital de seleção de vagas para ingresso e reingresso na instituição, o que, pelo calendário estava previsto para esta terça-feira.

* O adiamento se deu, diz o Departamento de Registro e Controle Acadêmico (Derca), devido a “estudos para o aprimoramento da legislação que regula o processo”.

* As vagas (em número ainda desconhecido) incluem tradicionalmente categorias como transferência interna e externa, reingresso e portadores de diploma. No edital serão informados os requisitos para concorrer, os prazos e os documentos exigidos.

Valdeci: projeto popular que torna feriado o Dia da Consciência Negra (foto Tiago Machado)
Valdeci: projeto popular que torna feriado o Dia da Consciência Negra (foto Tiago Machado)

* Após o fim do período eleitoral, a Frente Parlamentar Contra o Racismo, a Homofobia e a Discriminação retomou as atividades nesta quarta, na Assembleia Legislativa.

* Coordenada pelo deputado Valdeci Oliveira, no retorno, os participantes do Comitê fortaleceram a mobilização para atividades do Mês da Consciência Negra, em novembro, e também para a 18º Parada Livre,   dia 23, no Parque da Redenção, na capital.

* A reunião também serviu para intensificar o processo de coleta de assinaturas para a elaboração de projeto de iniciativa popular visando tornar 20 de novembro feriado estadual.

* Trata-se do Dia Nacional da Consciência Negra e que lembra a morte de Zumbi dos Palmares, ícone do movimento negro. A proposta foi uma das primeiras ações definidas nas reuniões da Frente Parlamentar.

* “Vamos aproveitar todas as atividades do Mês da Consciência Negra para recolher o máximo de assinaturas”, destacou Valdeci. São necessárias 70 mil, que passam pela análise e homologação do TRE.

* Em 13 de novembro, o deputado ocupará o Espaço do Grande Expediente da Assembleia para homenagear o Dia da Consciência Negra. Valdeci está preocupado com o recrudescimento do racismo, da homofobia e da xenofobia no Brasil.

* De 8 a 28 de novembro ocorre, em ação coordenada em SM pela secretaria de Saúde, a Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo e a Paralisia Infantil (Poliomielite).

* A vacinação contra a paralisia infantil, que tem como público alvo crianças de 6 meses a 5 anos incompletes. Já a contra o sarampo tem como objetivo resgatar menores de um a cinco anos incompletos, ainda não vacinados.

* Há também o objetivo de corrigir possíveis falhas primárias da vacinação contra o sarampo e a rubéola, pois a vacina aplicada é a Tríplice Viral, que imuniza contra essas doenças e caxumba.

* Para saber onde acontece a vacinação (cuja meta é imunizar 12.028 crianças contra o sarampo e 13.770 contra a paralisia) e outras informações, clique AQUI.

Equipe do SOS Unimed e a infectologista Clarissa Guedes (foto Márcia Marinho/Divulgação)
Equipe do SOS Unimed e a infectologista Clarissa Guedes (foto Márcia Marinho/Divulgação)

* O Hospital Unimed promoveu na erça-feira, 28, mais uma palestra sobre a doença causada pelo vírus Ebola. Desta vez, o público foi o corpo de enfermagem do SOS Unimed.

* Os profissionais puderam tirar suas dúvidas com relação às formas de contágio e uso e descarte do Equipamento de Proteção Individual com a infectologista Clarissa Guedes.

* A médica reforça que o vírus ebola não se transmite pelo ar como o vírus H1N1, causador da Gripe A, mas, pelo contato físico com secreções expelidas pelo doente.

* Embora nenhum caso tenha se confirmado no Brasil, a iniciativa do Hospital Unimed busca preparar seus profissionais de forma preventiva, já que, um número significativo de trabalhadores da saúde foi contaminado na Libéria, Serra Leoa e Guiné.

* Já existem estudos para a produção de um antiviral, a exemplo do que foi feito na prevenção da Gripe A, quando foi disponibilizado o Tamiflu.

* A infectologista alerta, porém, que o principal método de proteção é o traje de isolamento composto de macacão impermeável, botas e cobre-botas, máscaras e luvas, e que o uso completo do EPI é a melhor forma de evitar contágio e proliferação da doença.

 

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Um Comentário

  1. Em maio de 2013 um boato sobre o fim do bolsa família provocou tumulto e muita confusão em Alagoas. Coincidência.
    Marina teve que ir a público dizer que quem passou fome não iria acabar com o bolsa família. Inventou até um décimo terceiro. Emenda pior que o soneto.
    E tem gente que nega. Ninguém espalhou boato do fim dos programas sociais. Coisa da imprensa marrom.
    Mais ou menos como o superavit primário. Governo gasta mais do que arrecada e gasta mal. Emite títulos da dívida e fixa a taxa de juros. Quem compra o título é um maldito especulador, rentista. Esquecem o que aconteceria se os especuladores-rentistas resolvessem que existe um lugar melhor para colocar o dinheiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo