EstadoPolítica

ESTADO. Reuniões e mais reuniões antes da posse de Sartori. Em seguida, medidas para segurar o troco

Definições de Sartori ocorrem com sua equipe, no Centro de Treinamento da Procergs
Definições de Sartori ocorrem com sua equipe, no Centro de Treinamento da Procergs

O que não falta (e é natural que assim seja) são reuniões prévias à posse do novo governador, José Ivo Sartori, que assume na tarde desta quinta-feira. Ele tem se encontrado com os integrantes do secretariado, juntos ou em separado, no Centro de Treinamento da Procergs, na capital, onde fica o escritório da transição.

Certo, porém, é que já na quinta, no final da tarde e ocupando oficialmente o cargo, Sartori anuncia medidas iniciais de seu governo, todas tendendo a segurar o troco, segundo se pode apurar das manifestações prévias já feitas por ele e graduados integrantes do primeiro escalão. Sobre tudo isso, vale a pena conferir material originalmente publicado pelo jornal eletrônico Sul21. A reportagem, com foto de Divulgação, é de Jaqueline Silveira. Acompanhe:

Primeiras medidas de Sartori serão anunciadas no dia da posse

O governador eleito do Rio Grande do Sul, José Ivo Sartori (PMDB), anunciará as primeiras medidas de sua gestão no dia da posse, 1º de janeiro. A solenidade acontecerá na Assembleia Legislativa, às 14h, quando o novo comandante do Estado fará um pronunciamento, e depois, irá para o Palácio Piratini para a transmissão do cargo, que será feita pelo governador Tarso Genro (PT). Durante um dos atos ou logo depois, Sartori deverá divulgar as primeiras ações para amenizar a crise financeira do Estado. Ele, inclusive, convocou uma reunião para o final da tarde da próxima quinta-feira (1º) com seus secretários, que também tomam posse no mesmo dia.

Novo Secretário da Fazenda, o deputado federal eleito Giovani Feltes é o responsável por boa parte das medidas que serão apresentadas, mas não quis adiantá-las, por entender que a “prerrogativa” de anunciá-las é de Sartori. “Não quero atropelar o governador, quem anuncia e quais medidas é ele”, justificou.

Mas no pacote deve estar contingenciamento do Orçamento e redução das despesas de custeio. Também não devem ser nomeados todos os cargos de confiança (CCs). Além disso, haverá corte de gastos com diárias e viagens. Sobre o funcionamento do novo governo nos primeiros dias, o futuro secretário Geral de Governo, Carlos Búrigo, disse que a orientação de Sartori é que cada titular das pastas faça imediatamente uma análise das “prioridades periódicas” para não prejudicar o andamento das ações. As definições estão sendo tomadas no centro de treinamento da Porcergs, zona sul da Capital, onde a  equipe do governador eleito trabalha durante a transição…”

PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo