SAÚDE. Vereadores vão à Assembleia. Hospitais da Unifra, Regional e IPE para os servidores são os temas

SAÚDE. Vereadores vão à Assembleia. Hospitais da Unifra, Regional e IPE para os servidores são os temas - valdeci-maneco

Valdeci e Badke, na Comissão de Saúde: Regional terá audiência pública em Santa Maria

Um grupo de vereadores da Comissão de Saúde da Câmara de Vereadores esteve hoje na Assembleia Legislativa. Lá, na sua congênere, presidida pelo deputado Valdeci Oliveira, apresentaram seus pleitos, inclusive a conclusão do Hospital Regional. Sobre esse tema, especificamente, haverá uma audiência pública em Santa Maria mês que vem, explicou o parlamentar – de cuja assessoria de imprensa é o relato a seguir. O texto e a foto são de Patrícia Lemos. Acompanhe:

 “Assembleia Legislativa discute saúde de Santa Maria

Uma comitiva de vereadores de Santa Maria foi ouvida na Assembleia Legislativa, na manhã desta quarta-feira (11). O deputado estadual Valdeci Oliveira (PT) concedeu espaço ao grupo durante a reunião da Comissão de Saúde e Meio Ambiente da Assembleia, da qual é presidente.

O vereador Manoel Badke (DEM), que preside a Comissão de Saúde e Meio Ambiente da Câmara santa-mariense, relatou aos deputados a necessidade de ser agilizada a conclusão do Hospital Regional, a reivindicação dos servidores do município para serem incluídos no Instituto de Previdência do Estado (IPE) e a mobilização para viabilizar a construção do Hospital do Centro Universitário Franciscano (Unifra).

Valdeci reforçou que no dia 10 de abril, ocorrerá, em Santa Maria, uma audiência pública que debaterá o sistema de gestão do Hospital Regional. A atividade, que é promovida pela Assembleia Legislativa, ocorrerá dia 10 de abril, às 9h, na Câmara de Vereadores de Santa Maria. “Defendemos que a gestão do Regional não seja alterada, como sugeriu recentemente o secretário Estadual da Saúde. Querer mudar a forma de administração, a essa altura, pode custar mais dois anos de atraso na entrega do hospital”.

O vereador Pastor Chaves (PSDB) chamou a atenção para a dívida do Estado com o Hospital de Caridade, que somaria R$ 13 milhões. Segundo o vereador, os atendimentos pelo SUS prestados no hospital estão em risco, caso o governo não sinalize uma solução imediata.

Também estiveram na Comissão o vereador Marcelo Bisogno (PDT) e o coordenador-adjunto da 4ª Coordenadoria Regional de Saúde, Moacir Alves.” 



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *