PrefeituraSanta MariaSaúdeTrabalho

SAÚDE. IPE aponta para possibilidade de atender servidores municipais. Mas de preço ninguém trata

Plateia atenta participou da Audiência Pública. Mas solução, meeesmo, ainda demora
Plateia atenta participou da Audiência Pública. Mas solução, meeesmo, ainda demora

É simples. Ou complicado. Depende do ponto de vista. O Instituto de Previdência do Estado (IPE), por seu presidente, José Parode, admite a possibilidade de atender servidores públicos municipais de Santa Maria (e de outras comunas). Mas depende de adequação e, sobretudo, da aprovação de projeto com essas mudanças, pela Assembleia Legislativa.

De outro lado, e isso ninguém fala, não se sabe o quanto custaria essa possibilidade. Afinal, o projeto que vai para o Legislativo (e do qual não se conhecem detalhes), certamente vai atentar para a necessária solução para o problema financeiro do próprio IPE. Ou, como diriam os americanos, “não existe almoço grátis”.

Dito isto, vale conferir o noticiário da audiência pública acontecida na sexta-feira, em Santa Maria, produzido pela assessoria de imprensa da Prefeitura. E que permite conhecer alguns detalhes de tudo isso. O texto é de André Campos, com foto de Gardel Silveira. A seguir:

IPERGS diz que tem projeto para inclusão de servidores em plano de assistência familiar à saúde

O prefeito Cezar Schirmer participou de audiência na Câmara de Vereadores que contou com a presença do presidente do IPERGS, José Alfredo Pezzi Parode, do diretor de Saúde dessa instituição, Antônio de Pádua, do presidente da Comissão de Saúde, da Assembléia Legislativa, deputado Valdeci Oliveira, da secretária de Saúde, Vânia Olivo, entre outros que debateram, sob a presidência dos trabalhos do presidente da Câmara santa-mariense, Sérgio Cechin, sobre a possibilidade de um novo modelo de contrato de prestação de serviços de assistência à saúde dos servidores municipais.

Antes da reunião em plenário, o prefeito participou de reunião no Gabinete da Presidência da Câmara de Vereadores e, junto com os vereadores, ouviu do presidente do IPE que a instituição trabalha com a elaboração de um plano que “deve ser apresentado para todo o estado e pode se tornar um projeto de lei que vai permitir a qualificação de todo o sistema do IPE saúde, oportunizando abrangência de atendimento, especialmente para os municípios do RS, inclusive Santa Maria”.

“Estamos com projeto de lei praticamente concluído, devemos encaminhar semana que vem e na sequência, com a aprovação do governador José Ivo Sartori, devemos encaminhar à Assembléia Legislativa; esperamos que isso deva acontecer até o dia 31 de julho, com possibilidade de abrir para novos contratos a partir de janeiro de 2016”, estimou o dirigente estadual.

O prefeito Cezar Schirmer reconheceu que esta é uma questão de difícil resolução e que o debate por soluções, dessa forma, se estabelece de forma madura. Destacou que o município tem cumprido de maneira relevante com uma contribuição financeira mensal e considera acertada a decisão de os servidores se engajarem em busca de uma alternativa que seja eficaz e eficiente tanto econômica quanto social para a garantia de atendimento pleno à saúde de suas famílias.”

PARA LER A ÍNTEGRA, NO ORIGINAL, CLIQUE AQUI.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Um Comentário

  1. Não dão conta nem dos que já pagam o IPE, quero ver o caos que vai ficar.Se marca consulta hoje para daqui 8 , 10 meses consultar. Tem especialidadesque nem médico credenciado tem . Não seioo que será amanhã, o que irá acontecer , Seja o que Deus quiser……

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo