IMPRESSA. Na edição desta quarta, uma história que já ficou “velha”: o enrosco entre Unifra e a Prefeitura

Você confere a seguir, na íntegra, a coluna do editor do sítio, publicada na edição desta quarta, 26 de agosto, no jornal A Razão:

IMPRESSA. Na edição desta quarta, uma história que já ficou “velha”: o enrosco entre Unifra e a Prefeitura - unifra-para-coluna-CLAUDEMIR-site

Em 14/08: mundaréu de exigências. Com acordo ou sem, ainda mundaréu (foto Reprodução)

História é ‘velha’ de 12 dias. E a solução?

Há exatamente 12 dias, A Razão, através desta coluna, registrava, com exclusividade, e documentadamente (com a imagem agora reproduzida), o mundaréu de exigências feitas pela prefeitura, as chamadas “ações mitigatórias e compensatórias”, para aprovação do projeto original de ampliação do Hospital São Francisco.

Relembre-se um parágrafo. “Técnico, ouvido pelo escriba, chegou a se assustar: são tantas as solicitações, muitas delas exigindo investimentos vultosos, que ele, tarimbado nesse tipo de negociação, não teve dúvida: uma demasia, para dizer o mínimo. Quase “pedindo para que não sejam aceitas”.”

De lá para cá houve várias reuniões. Até que se chegou ao impasse de agora. Importa pouco, na verdade, discutir culpas ou responsabilidades. Isto é, se foi ou não acordo, se está ou não na lei. É preciso resolver. Seja para manter o hospital como está ou buscar alternativa. É o que a comunidade espera. O resto… é discurso.

AGORA, É O VALDECI

Em 6 de setembro, quem festeja “niver” é Valdeci Oliveira. Nova chance para regabofe político de proporções. Organizadores esperam ao menos 600 pessoas. O festerê dos 58 anos do deputado petista será ao meio dia. Ah, o almoço será por adesão e o Escritório Regional do parlamentar se encarrega dos interessados.

A CPI DA MORADIA

Instalada a CPI que investigará o programa Minha Casa Minha Vida, o colunista ainda não entendeu exatamente qual o alvo: se o governo federal (financiador) ou o municipal (gestor). Mas o fato é que, aparentemente, não faltará assunto aos integrantes: Marcelo Bisogno (Presidente), João Carlos Maciel (vice) e Coronel Vargas (relator).

UMA SIGLA SÓ MINHA

São três graúdos. Mas dos beeem graúdos. O trio é, hoje, do Partido Progressista. E o que o grupo quer? Isso mesmo, um partido para chamar deles. Se conseguirem, o que, há quem diga, não seja uma tarefa exatamente difícil, podem obter aliados do próprio PP e outros desgarrados noutras agremiações. Mas, atenção: nenhum dos três concorre a nada. Apenas cansaram do pepismo.

ACORDO SAI. MAS…

Até sexta, peemedebistas pretendem ter fechada a chapa para o Diretório Municipal a ser eleito no dia seguinte. Isso significa que haverá acordo. Mas, antes, segue a disputa para ver quem estará entre os titulares que confirmarão, é a tendência, Aldo Fossá na Presidência.



2 comentários

  1. O Brando

    Solução é instalar o hospital no Distrito Industrial ou no Tecnoparque. Lá tem lotes de graça e incentivos fiscais, tudo "para o bem de Santa Maria". Por lá "medidas compensatórias" são "coisa de comunista".

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *