PartidosPolítica

POLÍTICA. Temer se desdiz e afirma não agir como conspirador. Culpou a ‘intriga’ como agravante da crise

Temer: “a divisão e a intriga são hoje grandes adversários do Brasil e agravam a crise”
Temer: “a divisão e a intriga são hoje grandes adversários do Brasil e agravam a crise”

O vice-presidente da República disse uma coisa na quinta-feira. Ou, pelo menos, houve uma determinada interpretação. Que o colocava em situação, digamos, constrangedora em relação à Presidente. Aí, veio a sexta-feira e a repercussão. Dois dias depois, Michel Temer se desdisse. E divulgou nota oficial, por sua assessoria, se referindo ao falado (ou não falado) em relação a Dilma Rousseff.

Quer saber mais? Confira o material publicado no G1, o portal de notícias das Organizações Globo, e que também traz a íntegra da nota vice-presidencial. A foto é de Divulgação (arquivo). A seguir:

Vice Michel Temer nega conspiração e diz que ‘intriga’ agrava crise

A assessoria do vice-presidente Michel Temer divulgou neste domingo (6) nota oficial na qual repudia as “teorias” de que ele age como conspirador e afirma que a “divisão” e a “intriga” agravam a crise política e econômica.

De acordo com o texto, assinado pela Assessoria de Comunicação Social e publicado no site da Vice-Presidência da República, a nota foi motivada por reportagens, artigos e análises publicados neste fim de semana.

Na noite da última quinta-feira (3), durante encontro com empresários em São Paulo, Temer disse que se a presidente Dilma Rousseff mantiver os atuais índices de popularidade será “difícil” resistir a mais três anos e meio de governo. O ministro Edinho Silva (Comunicação Social) disse que adeclaração foi usada “fora de contexto”, mas, internamente, provocou mal estar no governo.

Segundo a nota oficial, Temer “trabalha e trabalhará junto à presidente Dilma Rousseff para que o Brasil chegue em 2018 melhor do que está hoje”.

“Todos seus atos e pronunciamentos são nessa direção. Defende que todos devem se unir para superar a crise. Advoga que a divisão e a intriga são hoje grandes adversários do Brasil e agravam a crise política e econômica que enfrentamos”, diz o texto.

A nota afirma que Temer não é “frasista” e que ele “não se move pelos subterrâneos, pelas sombras, pela escuridão”.

O texto diz que Temer repudia “teorias” de que suas atitudes “podem levar à ideia de conspiração”. “Seu compromisso é com a mais absoluta estabilidade das instituições nacionais”, afirma a nota…”

PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI.

 

ATENÇÃO


1) Tua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Um Comentário

  1. Dilma, a competente e serena, tempos atrás tentou articular com os irmãos Gomes e Kassab a criação de um novo partido para enfraquecer o PMDB.
    Temer saiu da articulação política e o que ela fez?
    Chamou Cunha para reunião, chamou o líder do PMDB na Câmara para reunião e quando Temer reclamou, o que ela disse? Que foi sugestão de Eduardo Paes, prefeito do Rio de Janeiro. Coisa fina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo