CrônicaPolítica

DESAFORO! A nora, o genro e um filho daquele Presidente. Todos envolvidos em “casos estranhos”

Será esta que você está pensando? Hein, diga a verdade? Não, sem suspense. Vale conferir o artigo originalmente publicado no jornal Zero Hora, e assinado pelo jornalista que, na (nem sempre) humilde opinião deste editor, é simplesmente o melhor do Rio Grande. No caso, o alegretense Moisés Mendes. Confira, porque vale muito a pena ler, a seguir:

Os parentes suspeitos

O filho de Lula deve torcer para que o desfecho do seu caso seja parecido com os de outros filhos de ex-governantes. Lulinha não pode comprar um Chevette, porque dirão que pretende comprar a GM. Dizem que é dono do maior frigorífico do mundo e que juntou capital russo para engarrafar água em Marte. 

As denúncias chegaram agora à mulher dele. Um delator da Lava-Jato diz ter dado dinheiro a alguém que pediu ajuda em nome de Lula. O dinheiro seria para uma nora de Lula, a mulher de Lulinha. Vão chegar nos netos de Lula. Chegarão nos sobrinhos, cunhados, afilhados. Desde antes dos tempos bíblicos, sofrem os parentes e agregados de quem está ou esteve no poder. Agora, imagine que a nora de Lula ocupe uma cadeira no conselho de administração de um grande banco flagrado em grossas maracutaias. 

O banco quebra e, durante o governo Lula, recebe um socorro de R$ 12 bilhões do Banco Central. O socorro, via Proer, tapa furos da parte podre do banco, para que depois sua parte boa seja vendida a outro banco. Imagine que a nora de Lula seja indiciada por participação em fraudes contra o sistema financeiro. 

Depois, imagine que Lula nomeie um genro para o alto cargo de diretor-geral da Agência Nacional do Petróleo. O genro passa a controlar os negócios do petróleo no Brasil. Para completar, imaginemos que o filho de Lula vire integrante do conselho de administração de dois grandes grupos privados nacionais. E depois imagine que o filho tenha de explicar atividades suspeitas como possível laranja da Disney no Brasil. 

É difícil imaginar que Lula sobrevivesse a tanta confusão com parentes e aparentados. Uma nora como conselheira-acionista de banco quebrado socorrido pelo governo. Um genro comandando o petróleo. E um filho acomodado em conselhos de empresas e, ao mesmo tempo, sob investigação como preposto encoberto da Disney. Essas figuras existem. São ou foram, não da família de Lula, mas da família de Fernando Henrique Cardoso. 

FH enfrentou maus momentos quando presidente por causa dos parentes e do entorno. Os fatos relatados são reais, aconteceram durante o governo de FH (a nora era da cúpula do Banco Nacional, que nunca pagou a dívida com o BC). FH passou trabalho com eles. Mas a nora, o filho e o genro livraram-se de todas as suspeitas. Eram outros tempos, com outros parentes.”

PARA LER A ÍNTEGRA, NO ORIGINAL, CLIQUE AQUI (se for assinante do jornal ou não tiver esgotado a quota mensal de 10 notas gratuitas)

 

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

5 Comentários

  1. Os erros do passado absolvem os erros do presente? Por isto que este país esta desta forma, protecionismo exagerado para todos os lados. Se no passado foi feito errado, posso repetir o erro e as pessoas não têm direito a fazer críticas!

  2. Moisés Mendes mostra que tem lado.
    Obvia colocação, todo o cidadão tem lado.
    Brando quando gritas FHC, cuidado.
    "…apartamento em Paris, FHC confirma dois dados objetivos: não tem apartamento em Paris; e também não tem caráter. Que desminta os boatos. Mas demonstrar indignação é hipocrisia"
    Não entendi (falta de neuronios,os meus) qual a ligação??? do assunto com a comunidade, a UFSM.

  3. Qual o busílis? Estudantes de informática de Santa Maria tem que mudar de curso, estão no curso errado, têm que estudar biologia.
    E Schirmer tem que arrumar um zoológico para instalar no distrito industrial.

  4. Moisés Mendes mostra que tem lado. A cereja do bolo é a comparação com EFEAGÁ.
    Não é ilegal ficar rico desde que haja mérito, trabalho, esforço, dedicação. Mas falar em "Ronaldinho dos negócios" é deboche.
    Apesar do fatos, que são verificáveis, muita gente vai desqualificar o artigo abaixo. Preferencialmente com polichinelagem pseudo-ideológica.
    http://oglobo.globo.com/opiniao/e-lula-17821135

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo