Câmara de VereadoresEleições 2012Eleições 2016Política

POLÍTICA. Uma Legislatura como nenhuma outra em SM. Começou com 21 vereadores e terminará com 25

Fazer o julgamento definitivo da atual Legislatura em Santa Maria é impossível. Afinal, ainda resta um ano. Mas há algo que se pode afirmar: nunca antes, até onde vão os registros históricos, um parlamento iniciou o mandato com 21 vereadores eleitos e encerrará tendo outros quatro suplentes assumindo e virando titulares, por conta de circunstâncias impensáveis, antes de o período quadrienal iniciar.

João Chaves (PSDB), Anita Costa Beber (PR), Cezar Ghem (PMDB) e Isaias Romero (PMDB) eram suplentes, em 1º de janeiro de 2013, quando a Legislatura começou. E serão titulares em 31 de dezembro de 2016, quando o mandato de todos terminar. Inimaginável, naquele festerê do primeiro dia do ano de um novo período legislativo.

Diga-se: esse quadro chamou a atenção de todos apenas agora, no terceiro ano, com a cassação de João Carlos Maciel, do PMDB, por 16 votos a 4 de seus pares, e provocada por requerimento feito por um militante político sem mandato, Tiago Aires. Afinal, são, na prática, 25% de mudanças. E por situações inexistentes antes. O jornal A Razão chamou a atenção, em reportagem do final de semana, para uma espécie de cassação administrativa (vereadores que eram ao mesmo tempo servidores públicos, o que era vedado, nos anos 70). Nunca para decisão judicial ou política ou por obra do acaso e do infortúnio, como foi agora.

Cláudio Rosa, afastado do pleito de 2016, recebeu solidariedade, em 15 de maio de 2013
Cláudio Rosa, afastado do pleito de 2016, recebeu solidariedade, em 15 de maio de 2013

Relembremos:

Marion Mortari, em recente evento do PSD, pelo qual participará da eleição do próximo ano
Marion Mortari, em recente evento do PSD, pelo qual participará da eleição do próximo ano

1 – “Por condutas vedadas e aos partidos, coligações e candidatos que delas se beneficiarem, na campanha eleitoral de 2012”, em 25 de março de 2013, perdeu o mandato o vereador Marion Mortari, do PSD. Em seu lugar assumiu o primeiro suplente da coligação que o ajudou a eleger-se. No caso, o pastor João Chaves, do PSDB. Mortari, de todos os saídos da Câmara é o único que pode voltar, no curto prazo. Seu recurso no TRE foi acatado num ponto: recuperou os direitos politicos e poderá concorrer em 2016.

2 – Um dos mais antigos parlamentares da comuna, com larga tradição política, Cláudio Rosa, do PMDB, foi o segundo a ser afastado. Em 15 de maio de 2013, numa sessão que emocionou a todos, o peemedebista se despediu, com a solidariedade expressa da maioria de seus colegas. Fora condenado em pelo menos duas ações, e, embora com recurso pendente no TSE, ao que tudo indica terá mesmo que cumprir os oito anos da pena política que lhe foi imposta. E não retorna, portanto, em 2016. Com a saída dele, tornou-se titular a vereadora Anita Costa Beber, do PR, eleita pela coligação com os peemedebistas.

Maria de Lourdes Castro: o acaso retirou da vida uma política considerada das mais promissoras
Maria de Lourdes Castro: o acaso retirou da vida uma política considerada das mais promissoras

3 – O acaso, o infortúnio, o inesperado. E por isso mesmo muito triste. Essa a causa da perda de uma parlamentar para a qual se imaginava um futuro diferente. Dizia-se que era candidata natural à Prefeitura, pelo PMDB. Não será. Na madrugada de 5 de setembro de 2013, em função de problemas cardíacos que a atacaram de forma fulminante, morria, aos 56 anos, a vereadora Maria de Lourdes Castro. Era uma das edis mais atuantes da atual Legislatura, como já fora na anterior. Mas… Em seu lugar, tornou-se titular da Câmara o segundo suplente da coligação PMDB/PR, o peemedebista Cezar Gehm, atual presidente municipal do partido.

João Carlos Maciel: depois da cassação, bronca com o PMDB e afastado da política eleitoral
João Carlos Maciel: depois da cassação, bronca com o PMDB e afastado da política eleitoral

4 – Por fim, o acontecido na semana passada. Na sessão do dia 17, após dois meses de trabalho da Comissão Processante, instalada por requerimento do militante politico Tiago Aires (Rede), os vereadores cassaram o mandato de seu colega João Carlos Maciel, do PMDB, como você leu amplamente AQUI. Será substituído pelo terceiro suplente da aliança PMDB/PR, o peemedebista Isaias Romero – que deve participar da sua primeira sessão como titular nesta terça-feira, dia 22.

E O FUTURO?

Ainda há análise a ser feita, por certo. Mas são grandes as responsabilidades dos 17 vereadores eleitos como titulares em outubro de 2012. Como não serão menores as dos quatro que viraram titulares e  encerrarão a Legislatura, em lugar dos que saíram. Certo é que este quadriênio (por enquanto, triênio) é único, até onde se sabe, na história política de Santa Maria.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

2 Comentários

  1. O ditado diz que "trocamos seis por meia dúzia", mas aqui em SM, estão "trocando seis por no máximo três e meio". É muita falta de qualidade junta !!!!

  2. 3 cassados Mortari, rosa e maciel … tomara que a população aprenda e para de trocar votos por favores que adinate só beneficiam esses politiqueiros que só fazem mal a cidade a ao brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo