AGRICULTURA. Estudo Edafoclimático aponta as culturas mais indicadas para desenvolver em SM

POR MAIQUEL ROSAURO

Um importante estudo, que pode impactar diretamente no agronegócio municipal, será apresentado hoje (12) no Palacete da SUCV. Trata-se do Estudo Edafoclimático de Santa Maria, que será entregue ao prefeito Cezar Schirmer pelo Ministério da Agricultura. Confira detalhes na matéria de André Campos. A imagem ilustrativa é do Estudo Edáfico do Ministério da Agricultura.

Prefeito recebe do Ministério da Agricultura, nesta terça (12), o Estudo Edafoclimático de Santa Maria

AGRICULTURA. Estudo Edafoclimático aponta as culturas mais indicadas para desenvolver em SM - imagem-cartográfica

Estudo mapea os tipos de solo quanto às potencialidades ou limitações de fatores

O prefeito Cezar Schirmer recebe nesta terça-feira (12), às 14h30min, no Salão de Atos do Edifício João Fontoura Borges (SUCV) o Estudo Edafoclimático de Santa Maria. Trata-se de um compêndio georeferencial cuidadosamente levantado pelo Ministério da Agricultura, por meio da Embrapa-Clima Temperado e a Secretaria do Produtor Rural e Cooperativismo.

O estudo consiste, basicamente, no mapeamento específico dos respectivos tipos de solo quanto às potencialidades ou limitações de fatores como drenagem, fertilidade, profundidade, textura, pedregosidade, relevo, em relação a métodos específicos de identificação em classes e localização geográfica registrado em convenção cartográfica (um mapa para cada cultura ou espécie vegetal analisada).

O ato contará, além da presença do secretário da pasta do Produtor Rural e do Cooperativismo do Ministério da Agricultura, Caio Rocha, também com a presença do Chefe da Embrapa / Clima Temperado / Pelotas, Clênio Pilon.

O prefeito Cezar Schirmer considera este estudo uma das mais importantes contribuições de seu governo para com o objetivo de desenvolver alternativas de cultivo agrícola e de otimização da produtividade pelo conhecimento específico das condições de fertilidade do solo em qualquer uma das regiões do município.

Diante do conjunto de programas de fomento ao pequeno produtor rural o chefe do Executivo acredita que “o estudo permitirá racionalizar os investimentos públicos na área rural e focar em políticas de incentivo à produção, já que se terá um ‘raio X’ a disposição do empreendimento rural”, disse.

De maneira a refletir a dimensão e a profundidade do estudo que será posto à disposição do município a partir desta terça-feira (12), anexamos dois mapas que expõem: 1) o zoneamento edáfico para o cultivo da Oliveira e 2) o zoneamento edáfico para o cultivo de Citrus.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *