Eleições 2016PartidosPolítica

ELEIÇÕES. Líder, em Santa Maria, dos que querem depor Dilma, enfrentará as urnas, por vaga de vereador

Jacobsen (D), com o presidente estadual do PSDB, Marchezan Júnior, em evento social: tucanos podem ser o caminho do líder local dos que querem derrubar a Presidente. Mas há o PP, também
Jacobsen (D), com o presidente do PSDB gaúcho, Marchezan Jr, em evento social: tucanos podem ser o caminho do líder local dos que querem derrubar Dilma. Mas há o PP, também

Está mudando o discurso dos que querem derrubar Dilma Rousseff. Incomodados com a dificuldade cada vez maior de ver triunfar sua bandeira de luta, o impeachment da Presidente da República, pelo menos os integrantes de um dos principais grupos, o “Movimento Brasil Livre”, decidiram enfrentar o caminho das urnas. Suas lideranças devem disputar a eleição de outubro, em sua maioria buscando vaga nas Câmaras de Vereadores.

Em Santa Maria não será diferente. O principal líder do MBL na comuna, Marco Antonio Jacobsen, em papo com o editor (via Feicebuqui), disse ter participado de uma conferência com outras lideranças, no ano passado, para traçar os planos para 2016. Textualmente, afirma Jacobsen, “foi consenso de que infelizmente as vozes das ruas são sistematicamente ignoradas pelos políticos eleitos”.

No encontro, foi elaborada uma “plataforma de princípios e orientações genuinamente liberais, que defendem a diminuição da ação do Estado nestas diversas frentes ocupadas, para focar naquilo que lhe é competente, saúde, educação, justiça e segurança. Em Santa Maria capitaneamos as manifestações coordenadas por diversas lideranças. Nas nossas reuniões, foi consensual que estava na hora de apresentarmos alguém com essa plataforma liberal, haja visto, a completa falta de representatividade que os liberais tinham nos atuais políticos locais.”

Assim é que Jacobsen irá confocrrer à vereança, indicado pelo MBL. Mas, por qual partido? Ele responde: “a definição principal é que não iremos por nenhum partido com qualquer viés de cunho socialista/comunista. Por enquanto, temos o apoio do deputado federal Nelson Marchezan Jr (PSDB) e do deputado estadual Marcel van Hattem (PP) que, apesar de estarem em siglas diferentes, apoiarão nossas idéias em prol de uma Santa Maria mais próspera.”

A definição de qual partido deve ocorrer até 2 de abril, data máxima para filiação dos que pretendem concorrer em outubro. Mas Jacobson nega que tenham desistido de derrubar a Presidente. Fala Jacobson: “a luta pelo impedimento da presidente continua. O MBL estará em março nas ruas convocando a todos para que os crimes de responsabilidade fiscal cometidos pela presidente sejam punidos e isso, passa pelo o impedimento dela.”

Bueno, então tá. Ah, para saber mais sobre a decisão dos pró-impeachment, vale conferir material disponível na versão online do jornal O Globo. A reportagem é de Maria Lima, com foto da página de Jacobsen no Feicebuqui. A seguir:

Movimentos pró-impeachment mudam discurso e vão às urnas

Os líderes dos movimentos que foram às ruas para pressionar pelo impeachment da presidente Dilma Rousseff abandonaram a distância que mantinham de partidos políticos e, após verem frustrada até agora sua principal reivindicação, decidiram se filiar a siglas de oposição e buscar mandatos de vereadores em outubro. Compostos em sua maioria por empresários, advogados e engenheiros, esses grupos rejeitavam a ideia de se tornarem braço de partidos.

Com plataforma eleitoral liberal (livre mercado, privatização, fim da corrupção), o Movimento Brasil Livre (MBL) lançará 123 candidatos em 23 estados por PSDB, Partido Novo, DEM, PSD, PSC e PPS. O Vem Pra Rua irá nessa linha, mas seu maior líder, o empresário Rogério Chequer, não decidiu se será candidato.

Um dos formuladores do programa do Movimento Brasil Livre (MBL), Kim Kataguiri — que não será candidato, mas viajará o país apoiando as candidaturas dos coordenadores do movimento —, anunciou que a campanha será baseada numa cartilha liberal, que prega, entre outras metas, a redução da intervenção do Estado na economia e na vida da população.

— Estamos nos filiando a esses partidos para disputar a eleição, mas a ideia é que, como existe a bancada evangélica, formemos uma bancada liberal independente — diz.

Um dos coordenadores nacionais do MBL, o advogado Rubens Nunes buscará uma vaga de vereador em Vinhedo (SP).

— Concluímos que, para conseguirmos ter uma mudança efetiva no país, temos que sair das ruas e estar dentro da política representativa — diz Rubens Nunes.

Atuante em comunidades carentes na Região Norte de Goiânia, o coordenador do Vem Pra Rua de Goiás, Johnny Santos, participou das manifestações contra o governo. Atendendo a um manifesto feito nas redes sociais, lançou-se candidato a vereador pelo PPS. Mas lembra que, por enquanto, são todos pré-candidatos.

— Tento resolver problemas da população carente na Câmara de Goiânia e tenho conseguido muita coisa. Então o povo dessas comunidades me disse: “Johnny, você luta tanto, briga tanto, por que não sai candidato?” — diz Johnny…”

PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

23 Comentários

  1. Antonio Santos, tem como concorrer de outra forma que não seja por vias democráticas e participando de uma eleição? Se sim, nos avise. Eu juro que não entendo o argumento. Estamos criticando o sistema e pedindo reformas liberais. Fomos as ruas e nossas vozes foram para o ostracismo. Nesse ponto temos duas opções: nos esconder e ficar reclamando inutilmente ou tentar por vias políticas mudar o que tanto queremos. A saber: o agigantamento, a intromissão e a ineficiência estatal. O Marco foi desde o princípio a pessoa que se disponibilizou para tal desafio que não é nada fácil. Não espero que você vote no nosso projeto, mas espero que você o respeite assim como respeita a democracia (como vocês – da esquerda – dizem tanto prezar). Reitero o convite para que conheça as ideias que o Marco representará nessas eleições. Curta a página e nos questione, estamos dando a cara a tapa para isso. Agora acusações e preconceitos tolos, sinceramente, dispensamos. Abraços!

  2. Excelente notícia! Enfim teremos oportunidade de votar em alguém com novos ideais e ideias liberais. Precisamos construir um modelo para o nosso País. E há necessidade de começar essa mudança por dentro. Mudando local para atingir o global. Estamos juntos. Defenda o empreendedorismo. #NovoMarcoNaPolitica

  3. Felipe Rosa…Lindo teu discurso, mas totalmente fora da realidade…Vocês não estão num País Capitalista desenvolvido, pelo contrário, pelo que dizem estão numa Ditadura Bolivariana, envolto numa crise "descomunal"…a "pior crise" já enfrentada por nosso País e vocês saem com "boas intenções" de Solidariedade e Voluntarismo…me desculpa, mas não sou alienado como tentas mostrar…Foram prestar Solidariedade aos Usuários do "Bolsa Esmola"?? Constataram com certeza que essas pessoas não precisam dessa "ajudinha" do Governo né? Preferem mostrar a faceta direta dos "Solidários e Voluntários" que rapidamente mudaram o discurso e agora concorrerão na mesma lama que tanto criticavam!!! kkkkkkkkkk….É uma crítica somente, não espero que concordes comigo.

  4. Falaste uma imensa bobagem, Luciano Santos. O projeto de açã solidária do MBL ocorre em paralelo. Não levaremos apenas "bóia", levaremos roupas, utensílios de limpeza e também esperança. Venha conosco e conheça a ação.

    Voluntarismo e solidariedade em alta escala são marcas do capitalismo e do livre mercado. Países que são desenvolvidos e que respeitam as regras do livre mercado, geralmente, atingem recordes em filantropia justamente por possuírem alto grau de riqueza acumulada (afinal, você só consegue doar quando está sobrando riqueza né? Ninguém doa quando nem para si mesmo tem). E o único sistema que propicia tais níveis de acumulação de riqueza é o capitalismo de livre mercado.

    Outro grande equívoco seu é associar doações com má política. Por que não se pode realizar doações e também fazer boa política? Todo político, pela sua hipótese absurda, fica proibido de fazer filantropia então? Raciocine no absurdo que você está proferindo…

    Livre-se de preconceitos, conheça as ideias, as julgue e decida-se se apoia o projeto ou não. Agora sair condenando boas ações apenas porque não gosta de nossas ideias não ajuda ninguém. Venha conosco no sábado e conheça o projeto, irás te surpreender…

    Abraços!

  5. Baita mudança, baita forma nova de política…Sábado estarão na Vila Schirmer levando bóia pro pobrerio que só conhecerão lá, pois estes não fazem parte de seu cotidiano…Mesma tática das "velhas raposas" que hoje nos governam…Baita novo!!!

  6. Primeiramente gostaria de repudiar a forma que meu apelido foi utilizado indevidamente para fazer um comentário insano e visando deturpar minha relação com membros do PSDB. Fiz pedido ao administrador para que me passe os dados e maiores informações para averiguar tal procedimento que considero GRAVE. Não sou vereador, mas meu apelido me levou a ser uma liderança conhecida na cidade.
    Aproveito para ratificar minha intenção que é concorrer a vereador, mesmo cargo pleiteado pelo meu AMIGO Marco Antonio, a quem admiro muito pelas idéias e determinação. Santa Maria precisa de gente qualificada na Câmara de vereadores e torço para que saia vencedor e tenho certeza que a recíproca é verdadeira.

  7. A política santa-mariense caminha para uma melhoria na qualidade dos seus representantes. Vemos hoje muitos jovens, mesmo com diferentes opiniões, querendo participar do processo eleitoral, o que é bonito visto os custos e o envolvimento demandados. Porém, algumas vezes ainda se vê que a sociedade esquece da necessidade da renovação política. Espero que nessa eleição os jovens possam representar Santa Maria com sua voz ativa, com a garra e com a determinação que lhes é característica. Estão de parabéns!

  8. Comigo na prefeitura após derrotar Jorge Pozzobom nas prévias do PSDB e com ele na câmara, poderemos fazer uma boa dobradinha para uma Santa Maria melhor!!

  9. Uma grande candidatura agora sim vemos um jovem com princípios éticos entrando na política em Santa Maria, vindo do povo e não de juventudes partidárias. Terá o meu voto e da minha família. É um grande homem!!!

  10. Engraçado criticarem ele entrar na política!! Nas manifestações criticavam o fato de que de nada adiantaria manifestações, a política deveria ser mudada por dentro. Agora criticam o jovem por participar! A cada dia mais vejo que as pessoas criticam por criticar, uma lástima!l

  11. Excelente!! Enfim eleitores de Santa Maria terão uma opção de voto em um candidato jovem, um filho de nossa terra com princípios éticos e morais, com muita vontade de fazer o melhor. Por ser atuante em movimentos que visam a punição de políticos por seus crimes, diga-se crime de responsabilidade fiscal, enquanto muitos estão alienados ao que se passa no país, demonstra seu bom caráter e preocupação com os que nem ao menos conhece. Pessoas assim merecem sim a chance de ter voz ativa na política, e infelizmente, a única forma de se fazer ouvir atualmente é exercer mandato eletivo. No que tange a questão de movimentos apartidários, estes são e continuarão o sendo, porém, como prevê nossa Constituição, os cidadãos podem exercer sua cidadania ativa tornando-se candidato, mas, para tal exercício pleno da cidadania, nossa Constituição também prevê que para alguém se candidatar obrigatoriamente deve estar filiado a um partido político. Assim, quem se filia a partido para concorrer ao pleito eleitoral é o cidadão e não o movimento que continua apartidário. Apenas lamento que a mentalidade de alguns para definir pleito como “boquinha” apenas generaliza e demonstra a falta de conhecimento das funções exercidas pelos mandatários. Com toda certeza Marco tem meu apoio e voto!!

  12. Muito bom ver alguém que está junto com a população jovem, disposto a iniciar uma mudança ao que nos é apresentado atualmente na política. Até o momento esse rapaz é a melhor alternativa que se apresenta, afinal, não está corrompido com a politicagem e corrupção que está sendo desmascarada. Vou dar um voto de confiança nesse guri, mas com toda certeza irei ficar de olho e cobrar caso saia da linha.

  13. Deixa eu perguntar uma coisa aqui: por que política é boquinha? Por que vocês não acreditam que pode ter alguém (ou algum grupo) que deseja fazer política de forma certa.

    Procurem se informar das ideias. Verão que nós defendemos a diminuição do Estado, justamente, para diminuir sua inserção custosa para a sociedade e, consequentemente, diminuir o aparecimento de cargos que geram as tais boquinhas que vocês tanto falam.

    Ser vereador de Santa Maria não enriquece ninguém (quando este alguém é honesto). Decidir representar a voz de um grupo não foi decisão fácil. Aliás, houve uma insistência gigantesca de nós liberais para que o Marco (que estava em situação confortável na sua empresa) aceitasse nos representar como um candidato liberal, pela primeira vez aqui em Santa Maria.

    Quanto ao MBL ser apartidário, isso não impede que pessoas se filiem e desejem mudar os rumos da política e do país com ideias ainda pouco postas em prática.

    O MBL foi e continuará indo pra rua. E agora pretende sim se inserir no sistema político para mudá-lo. O fato de vocês considerarem que política é só "boquinha" já diz muito o quanto pessoas com novas ideias são necessárias para diminuir o descrédito total com a política brasileira.

    Busquem se informar e parem de fazer acusações infundadas. Temos projeto e boas ideias pra Santa Maria. Convido-os a ouvirem nossa ideias.

    https://www.facebook.com/marconapolitica/

  14. Já iniciou mostrando não ter valores morais, pois se disse que não queria "boquinha" e agora quer, não passa de mais um dos tantos mentirosos que estão na Política.

  15. Isso me lembra o movimento dos caras-pintadas. Todos eram apartidários, somente a favor do impeachment de Collor. Hoje estão com seus cargos políticos, e alguns envolvidos nos escândalos de corrupção. Nada como o tempo para desvendar as reais intenções das pessoas.

  16. Como estas lideranças do tal movimento afirmavam que não queriam a participacao de partidos, porque o movimento era "apartidário, isso significa que estes possíveis candidatos serão excluídos do movimento por terem assumido uma bandeira partidária.?

  17. Bela notícia. Santa Maria precisava de um candidato que representasse valores morais, éticos e liberais não encontrados hoje na política.

    Valores de pessoas que entendem que crimes de responsabilidade estão previstos em lei e devem ser punidos quando cometidos por qualquer um (seja presidente ou não).

    A presidente terá direito a ampla defesa no processo e o mesmo passará por todos os trâmites legais na Câmara dos Deputados e no Senado Federal. Ooo golpe estranho esse, hein Boca Grande? Golpe que dá amplo direito a golpeada em se defender? Que está previsto em lei e possui amparo técnico-jurídico? Golpe que passará por quatro votações, sendo três com maioria qualificada de 2/3?

    No que tange ao movimento. Se ele é forte ou fraco pra eleger o Marco Jacobsen à Câmara, só em outubro saberemos. O que garanto é que as pessoas estão cansadas de gente que defende esse modelo nefasto de governar do PT. Cansadas de gente, que se diz não defensora do PT et caterva, mas que papagueia toda hora as mentiras contadas pelo atual governo.

    Precisamos de 2000 mil pessoas que acreditem nisso e teremos o primeiro vereador liberal em Santa Maria. Só em março passado colocamos 10 mil nas ruas. Só precisamos de 20% disso agora. Você continua a duvidar?

    Abraços!

  18. Ele vai ver nas urnas como ele, e o movimento dele são fracos, não se elege nem vereador, pois hoje os golpista jã não tem mais força, e quero deixar claro que não sou PT, mais contra derrubada de Governo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo