Destaque

ELEIÇÕES 2016. Com a decisão do PDT, faltam agora só definições acessórias de candidaturas para outubro

Ciro Gomes e Marcelo Bisogno na reunião do PDT, na capital, que bateu o martelo em torno da pré-candidatura a prefeito de Santa Maria
Ciro Gomes e Marcelo Bisogno na reunião do PDT, na capital, que bateu o martelo em torno da pré-candidatura a prefeito de Santa Maria

Na noite de anteontem, em reunião com os dirigentes estaduais e nacionais, o PDT santa-mariense, e seu pré-candidato a prefeito, Marcelo Bisogno, bateu o martelo: vai mesmo concorrer com chapa própria ao Palacete da SUCV, deixando eventuais apoios para o segundo turno, se nele não estiver.

Com isso, acabam-se (atenção, isso é política – onde não se podem descartar surpresas a qualquer tempo) as especulações e as reuniões em torno de uma possível aliança do pedetismo com o PT, e a consequente entrada na chapa com um vice de Valdeci Oliveira.

Mas, sobretudo, a determinação do PDT, também garante que o principal, no que toca à definição de chapas majoritárias, está definido. Há um quarteto no primeiro pelotão, representado por Fabiano Pereira (PSB/PMDB), Jorge Pozzobom (PSDB/PP), Marcelo Bisogno (PDT) e Valdeci Oliveira (PT). Vem, em seguida, um segundo grupo, representado por Alcir Martins (PSOL), Tiago Aires (PC do B – se a candidatura for mantida) e Werner Rempel (PPL).

Há, claro, decisões importantes, mas acessórias. A oficialização das posições do PTB e do PSD, que tendem a seguir Fabiano Pereira e o governismo (embora dissidências que ainda podem promover mudanças), e do DEM, que está entre o apoio a Pozzobom e Rempel.

De todo modo, tudo ficou mais claro a partir da decisão pedetista. E é exatamente dela que tratou, nesta quarta, reportagem de Joyce Noronha (com foto de Divulgação), publicada pelo jornal A Razão. Vale conferir, a seguir:

PDT mantém pré-candidatura à Prefeitura

…A direção do PDT se reuniu na noite de segunda-feira, em Porto Alegre, para debater alguns pontos das eleições municipais, entre eles a situação de Santa Maria. De acordo com o presidente da sigla na cidade, Miguel Passini, tanto a direção nacional quanto a estadual respaldaram a pré-candidatura de Marcelo Bisogno à Prefeitura, com o vice Everton Falk, também do PDT. Se confirmado, o PDT poderá ser a única legenda com chapa pura para a majoritária.

Participaram do encontro deputados da bancada do PDT na Assembleia Legislativa, pré-candidatos e, também, Ciro Gomes, pré-candidato pedetista à presidência da República em 2018. Segundo Bisogno, a reunião reafirmou o que desde novembro já estava definido: que o partido terá candidatura própria à Prefeitura de Santa Maria.

“Santa Maria, junto com Porto Alegre, é prioridade da direção nacional do PDT no Rio Grande do Sul. Ficou definido que as cidades que terão segundo turno irão ter candidatos e nós teremos bastante estrutura do partido”, explica Bisogno.

Coligações

O PDT tem sido assediado por várias siglas em Santa Maria, entretanto as lideranças reafirmam que seguirão a indicação nacional e estadual e levarão a candidatura a prefeito de Marcelo Bisogno.

Quanto a coligações, Bisogno afirmou que o partido abriu conversa com o PPL, do vereador Werner Rempel. “Fomos muito procurados por outros partidos, mas, agora, oficialmente, estamos em conversa com o PPL, além de outros partidos para coligar”, destaca Bisogno.

Nos bastidores se falou muito da possibilidade de uma coligação com o PT. Assim entraria Valdeci Oliveira (PT) para prefeito e Bisogno para vice. Essa possibilidade é descartada pelas lideranças pedetistas.

Até agora existem sete pré-candidatos à Prefeitura de Santa Maria: Alcir Martins (PSOL), Fabiano Pereira (PSB), Jader Maretoli (SDD), Jorge Pozzobom (PSDB), Marcelo Bisogno (PDT), Tiago Aires (PCdoB), Valdeci Oliveira (PT) e Werner Rempel (PPL).”

PARA LER A ÍNTEGRA, NO ORIGINAL, CLIQUE AQUI.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Um Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo