CulturaRegiãoTurismoUFSM

CULTURA. De amanhã até dia 31, todos os caminhos levam a Vale Vêneto. Lá ocorre o ‘Festival de Inverno’

Vale Vêneto receberá artistas de diversos países e milhares de visitantes para desfrutarem das belezas natural e dos espetáculos musicais
Vale Vêneto receberá artistas de diversos países e milhares de visitantes para desfrutarem das belezas natural e dos espetáculos musicais

Por RODRIGO RICORDI (texto) e GABRIEL HAESBAERT (foto), no jornal A Razão

Para o povo que curte música erudita e uma boa comida típica da Itália, a data se aproxima. É o tão esperado Festival Internacional de Inverno da Universidade Federal de Santa Maria, que acontece em Vale Vêneto, em São João do Polêsine, na região da Quarta Colônia de Imigração Italiana. Serão oito dias de movimentação artística na pequena localidade, conhecida por sua Igreja central e passeios em meio à natureza.

Tomaz Bortoluzzi, coordenador de Comunicação do Festival,diz que o festival segue com o sucesso dos anos anteriores. “O festival esse ano vai seguir a receita que deu certo nos outros anos. Além da música de primeiríssima qualidade, teremos a comida da região que encanta a todos. No ano passado, servimos mais de 17 mil refeições durante a semana e esse número vem aumentando durante os últimos anos. Além disso, após cada jantar termos uma “sobremesa” que é um show de algum grande nome da música do Sul”, diz o empresário.

Outro destaque da programação são os concertos gratuitos e abertos ao público. Diariamente, são realizados recitais solo, de música de câmara, orquestra sinfônica ou orquestra de sopros. Os recitais de alunos ocorrem sempre às 12h, e os de professores, às 19h, no auditório do Centro Cultural Rainha dos Apóstolos (CCRA). O concerto de encerramento do festival será no domingo, dia 31, às 20h, no Theatro Treze de Maio, em Santa Maria.

A realização do Festival de Inverno é do Departamento de Música do Centro de Artes e Letras (CAL), com promoção da UFSM, Universidade da Georgia (EUA), Prefeitura de São João do Polêsine e comunidade de Vale Vêneto. Paralelamente, acontece a 31ª Semana Cultural Italiana de Vale Vêneto.

Programação

Domingo
10h – Abertura oficial, com a Orquestra de Câmara de Santa Maria – Igreja Matriz
12h – Almoço italiano
14h – Lançamento e mostra de livros com a história e cultura italiana na região
16h – Mateada e show do grupo Atoque
20h – Recepção de alunos e professores
Informações sobre cidadania italiana e serviços consulares, das 13h30 às 17, no Museu Eduardo Marcuzzo

Segunda-feira, 25/07
8h – Programa de rádio sobre os 130 anos da chegada dos Padres Palotinos na região
12h – Palestra: Comportamentos de Prática Musical de Artistas de Alta Performance, com Marcos Araújo, no Auditório do Centro Cultura Rainha dos Apóstolos (CCRA)
19h – Concerto: Alvaro Pierri, violão; Nariaki Sugiura, piano, no CCRA
20h30 – Noite com Bife à Milanesa, com a Banda do Imigrante

Terça-feira, 26/07
12h – Recital de alunos do FIIUFSM, no CCRA
19h – Concerto: Milton Masciadri, contrabaixo; Kate Hamilton, viola; Nicolas Favero, violino; Ana Flávia Frazão, piano; Sergio Burgani, clarineta; Nariaki Sugiura, piano, no CCRA
20h30 – Noite com Bife à Milanesa, com Kiko Lemos

Quarta-feira, 27/07
12h – Recital de alunos do FIIUFSM, no CCRA
19h – Concerto: Claudio cruz, violino. Ana Flávia Frazão, piano Jürgen Schaal, trombone; Ana Flávia Frazão, piano, no CCRA
20h30 – Noite Gauchesca, com Antonio Gringo e Sergio Rosa

Quinta-feira, 28/07
12h – Recital de alunos do FIIUFSM, no CCRA
19h – Concerto: Kate Hamilton, viola; Nariaki Sugiura, piano; Claudio Merlo, violoncelo, no CCRA
20h30 – Noite com Bife à Milanesa, com Oswaldir e Carlos Magrão

Sexta-feira, 29/07
19h – Concerto: Nicolas Favero, violino; Claudio Merlo, violoncelo; Ana Flávia Frazão, piano; Eduardo Monteiro, flauta, no CCRA
20h30 – Noite das Massas, com Inês Rizzardo

Sábado, 30/07
12h – Recital de alunos do FIIUFSM, no CCRA
13h – Recital de alunos do FIIUFSM, no CCRA
16h – Concerto da Orquestra Sinfônica do FIIUFSM, na Igreja Matriz de Corpus Christi
19h – Concerto: Amanda Kleinbart, trompa; Nariaki Sugiura, piano; Flávio Gabriel, trompete, no CCRA
20h30 – Jantar da Nona, com Fabiano La Falce, Dall’Italia all’America

Domingo, 31/07
10h – Missa
12h – Almoço Italiano
14h – Encontro de corais e encerramento
16h – Despedida na Praça, com a Orquestra Jovem Recanto Maestro
20h – Concerto de encerramento do FIIUFSM, no Theatro Trze de Maio, em Santa Maria

Informações sobre cidadania italiana e serviços consulares, das 13h30 às 17, no Museu Eduardo Marcuzzo

Atividades fixas
– Exposição de pintura: Ateliê 1336 Pinta Vale Vêneto
Das 14h30 às 21h, no Museu Eduardo Marcuzzo
– Feira de produtos coloniais e artesanato
Todos os recitais e concertos têm entrada gratuita.

Oficinas diárias
08h30 às 11h – Oficinas de instrumento, regência e educação musical
12h – Recital de alunos
14h às 16h – Oficinas de musicalização infantil em São João do Polêsine
14h30 às 16h – Oficinas de instrumento, regência e educação musical
16h30 às 17h30 – Curso de formação de professores (28/07)
16h30 às 18h30 – Ensaio da orquestra sinfônica
16h30 às 18h30 – Oficinas de musicalização infantil em Vale Vêneto
19h – Recital dos professores do FIIUFSM

PARA LER A ÍNTEGRA, NO ORIGINAL, CLIQUE AQUI.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

2 Comentários

  1. Perguntar não ofende: Pessoas se espremendo numa mesa por um pedaço de bife ainda dá algum status na Depressão Central?

  2. Até nisto dá para encontrar controvérsias. Quando os imigrantes chegaram aqui a Itália não tinha trinta anos. Roma era capital pouco mais de 15.
    O almoço “italiano” obviamente é força de expressão. O bife à milanesa original é feito com vitela. E colocar carne na massa é praticamente heresia.
    Americanos também têm culinária “italiana”, forçam no alho segundo as más línguas. Gringos de lá saíram do sul da península, os daqui vieram do norte.
    Universidade Federal, apesar do costume, é “em” Santa Maria e não “de”. Local, não propriedade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo