CulturaSanta Maria

MÚSICA. No Dia do Rock, ouvindo o ‘Supertramp’. E você pode conferir o disco e o show ‘Paris’, na íntegra

Thomson, Sienberg, Helliwell, Hodgson e Davies, formação clássica do Supertramp. Ouça o disco Paris e veja o video do show (foto Divulgação)
Thomson, Sienberg, Helliwell, Hodgson e Davies, formação clássica do “Supertramp”. Ouça o disco Paris e veja o video do show

Por MÁRCIO GRINGS, com foto de Divulgação

Daria pra falar de dezenas de álbuns, mas escolhi destacar nesse Dia Mundial do Rock um daqueles discos que vira e mexe sempre volta a girar no meu toca-discos. “Paris” foi gravado na turnê de “Breakfast in America” (1979), LP de maior sucesso do Supertramp na década de 70, e mesmo tour pelo qual o grupo correu o mundo por dez meses.

Gravado na terceira das quatro noites que lotaram o Pavillon, em Novembro de 1979, o resultado dessa captura foi empacotado num LP duplo e colocado nas prateleiras no ano seguinte. O cultuado álbum ao vivo é considerado um dos maiores registros feitos na estrada por uma banda de rock em todos os tempos.

Na época, a banda inglesa tinha na sua linha de frente dois cantores/compositores de mão cheia. Fora do palco, o relacionamento de Rick Davies (voz e teclados) e Roger Hodgson (voz, guitarra e teclados) não era bom. Eles não eram amigos, porém, mesmo assim dividiam as composições e os vocais. Entre discordâncias, seja de ordem artística ou até mesmo fora do trabalho, clássicos não deixaram de florescer. E foram muitos. Vendo o DVD de “Paris” (lançado tardiamente em 2006, e disponível no Brasil), dá pra sacar que a dupla realmente não se topava: reparem como não há uma mínima troca de olhares ou qualquer interação fora do protocolo. Apesar disso, tudo flui na apresentação…

PARA LER A ÍNTEGRA, ACESSAR O DISCO E O SHOW, CLIQUE AQUI.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo